Redenção

O momento mais marcante do ano para este espaço (Divulgação)

É um pouco estranho falar em retrospectiva para esportes de inverno. Afinal de contas, é na virada do ano que as modalidades estão em plena disputa, com recordes e fatos se sucedendo dia após dia - tempo não existe, é apenas uma convenção, chegou a dizer o escritor argentino Jorge Luis Borges. Porém, um ano como o de 2014 para os esportes de inverno é raro de se encontrar. Sendo assim, convido os leitores para uma retrospectiva-reflexão. 

Ao longo dos últimos 365 dias passaram por este espaço notícias de tudo quanto é esporte. Desde os mais tradicionais, como patinação artística, esqui alpino e bobsled até para os mais curiosos, por assim dizer, como combinado nórdico, curling e eisstocksport. Cobri, pela primeira vez, um evento grandioso como os Jogos Olímpicos, e tive que correr atrás de informações em provas não oficiais na Suécia, Eslovênia e tantos outros países da Europa. 

Vi alegria de atletas que deram o seu melhor, a tristeza daqueles que não conseguiram superar seus limites e até mesmo polêmicas que surgiram nestes 12 meses. Foram centenas de postagens com tudo o que envolve o Brasil e a elite dos esportes de inverno. 

E é nisso que entra a importância que 2014 teve para essas modalidades aqui no Brasil. Nunca se falou, comentou, assistiu e debateu tanto sobre Jogos Olímpicos de Inverno neste país tropical como neste ano. Foi a redenção para atletas geralmente esquecidos pelo público e pela mídia. Puxe aí pela memória os fatos marcantes que ganharam destaque em toda o país:
  • Participação histórica em Sochi, com 14 atletas brasileiros - a maior delegação do país na história
  • Acidente de Lais Souza, que estimulou debate e apresentou modalidades e realidades distantes dos brasileiros
  • Evento grandioso de patinação artística no Ibirapuera com a presença da brasileira Isadora Williams e verdadeiras lendas do esporte, como Brian Boitano e Ekaterina Gordeeva
  • Campeonatos sul-americanos de inverno nos resorts chilenos e argentinos, sempre com transmissão dos canais por assinatura
E por aí vai. Somado a isso, neste espaço você pôde acompanhar o surgimento do time brasileiro de hóquei no gelo, que pela primeira vez participou de um torneio internacional. Viu o renascimento da equipe de curling, com times masculino, feminino e em duplas! Acompanhou os desdobramentos das entidades em criar estrutura adequada para a prática dessas modalidades por aqui. Conheceu novos talentos como Michel Macedo, Amanda Kalluf, Giulia Flemming, Lucas Alves, os garotos do projeto Ski na Rua, entre tantas outras novidades. 

O ano de 2014 chega ao fim, mas já entra para a história como um divisor de águas para os esportes de inverno no Brasil. Foi o período que mostrou que há espaço, público e interesse nas modalidades. Basta acreditar e trabalhar daqui para frente. 

Para ajudar na retrospectiva, o Brasil Zero Grau listou as 30 fotos que contam a história deste ano. Basta conferir na home page, ao lado dos posts mais recentes! Obrigado a todos pela companhia e audiência. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.