Nos alpes

Roland Fischnaller (Miha Matavz)

Se a tradicional prova de Montafon, na Áustria, no snowboardcross não aconteceu, coube à modalidade subir os alpes e iniciar a temporada com a prova de slalom gigante paralelo. A primeira etapa da Copa do Mundo começou nesta última terça-feira, dia 16, em Carezza, na Itália.

Foram duas descidas, uma para cada gênero. Entre os homens, o italiano Roland Fischnaller garantiu a alegria da torcida local ao vencer a decisão contra o esloveno Zan Kosir. Na disputa do bronze o canadense Jasey Jay Anderson levou a melhor. 

No feminino, a vitória ficou para a austríaca Marion Kreiner, que venceu o duelo contra a canadense Caroline Calve. Amelie Kober, da Alemanha, venceu a briga pelo bronze contra a italiana Nadya Ochner. Para quem não sabe, o snowboard paralelo é bastante semelhante com o esqui alpino, com a diferença de que dois atletas descem de uma vez no formato de baterias. 

Dois dias depois, os atletas foram para Montafon para disputarem a segunda etapa da competição. Fischnaller segue imbatível e conquistou o ouro no slalom paralelo após vencer a bateria decisiva e deixar o rival esloveno com a prata novamente. Mirko Felicetti, da Itália, levou o bronze. 

Entre as mulheres, a vitória foi austríaca. Sabine Schoeffmann garantiu a alegria da torcida local ao derrotar a alemã Amelie Kober na disputa do ouro. Alena Zavarzina, da Rússia, conquistou o bronze na briga pelo terceiro lugar. 

Ainda em Montafon, a FIS testou um novo formato de prova: a disputa por equipes. O time "Itália 1", com Roland Fischnaller e Nadya Ochner conquistaram o primeiro título da história desta categoria. "Rússia 2" ficou com a prata e "Japão 1" foi bronze. 

Nadya Ochner e Roland Fischnaller (Divulgação/FIS)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.