Missão cumprida

Equipe brasileira reunida (Reprodução)

Pode não ter sido o final que a equipe brasileira de bobsled desejava, mas mesmo assim representa a missão cumprida nesta primeira etapa da Copa do Mundo da modalidade. O evento, realizado em Lake Placid (EUA), entrou para a história do esporte nacional por ser a primeira vez que nossos trenós foram posicionados lado a lado dos melhores do mundo. 

Após estrear nas duplas masculinas nesta sexta-feira, o sábado reservou a participação das meninas e do quarteto do Brasil. Ambos fizeram o possível diante da experiência e da qualidade dos equipamentos perante os rivais.

As mulheres Fabiana dos Santos e Sally Mayara terminaram na 11ª e última posição, com o tempo combinado de 1min57seg23. Elas ficaram mais de quatro segundos atrás das norte-americanas Elana Meyers Taylor e Cherrelle Garret, vencedoras com 1min52seg68. O pódio, aliás, foi inteiramente americano! Jazmine Fenlator e Natalie Deratt ficaram com a prata e a dupla Jamie Greubel Poser e Lauren Gibbs completaram o pódio.

Na sequência foi a vez da equipe masculina entrar na pista para escrever a história. Edson Bindilatti, Edson Martins, Odirlei Pessoni e Davidson de Souza terminaram na 16ª posição, à frente de uma das equipes alemãs na disputa.

O desempenho foi prejudicado pela segunda descida, pois o trenó brasileiro tombou e não completou sua volta. Na primeira manga, eles conseguiram o tempo de 55seg82, pouco menos de dois segundos atrás dos primeiros colocados. A vitória ficou para o time alemão comandado por Maximilian Arndt, com 1min49seg31. O time russo, com Alexander Kasjanov, ficou na segunda posição e os letões comandados por Oskar Melbardis levaram o bronze. 

Mesmo na parte de baixo da tabela, os brasileiros podem voltar para Calgary sabendo que deram um importante passo para o bobsled do país. Disputar etapa da Copa do Mundo não é para qualquer equipe e eles sabem que podem melhorar! 

A segunda etapa da Copa do Mundo de Bobsled vai para Calgary, no Canadá, a partir do dia 20 de dezembro. A previsão é que os brasileiros possam competir novamente contra os melhores. 

Skeleton

Além do bobsled, Lake Placid organizou a primeira etapa da Copa do Mundo de skeleton. Entre os homens, tivemos mais um domínio dos irmão Dukurs, da Letônia. Martins venceu mais uma, com 1min47seg42. Seu irmão, Tomass, chegou trinta centésimos de segundos atrás e ficou na segunda posição. O norte-americano Matthew Antoine fechou o podio com 1min47seg86.

Entre as mulheres, a britânica campeã olímpica Elizabeth Yarnold confirmou o favoritismo e venceu na abertura da temporada com 1min51seg13. A canadense Elisabeth Vathje ficou com a prata ao marcar 1min51seg90. Janine Flock, da Áustria, levou o bronze com 1min52seg04.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.