Em casa!

Maria Pietilae-Holmner e Frida Hansdotter: em casa (Agence Zoom)

Depois de realizar provas de velocidade, a Copa do Mundo de esqui alpino voltou para as disputas técnicas na etapa de Are, na Suécia, neste último fim de semana. E o que se viu foi uma festa caseira de quem domina essa categoria.

O austríaco Marcel Hirscher, grande nome do esqui na atualidade, venceu nada menos do que as duas provas. Primeiro, ele fez 2min30seg18 para vencer o slalom gigante, ficando mais de um segundo à frente do medalhista de prata Ted Ligety, dos EUA, do alemão Stefan Luitz, bronze. 

No dia seguinte, ele voou novamente ao marcar 1min40seg37 e conquistar a prova de slalom. Dessa vez, porém, não foi tão fácil. Felix Neureuther, da Alemanha, ficou apenas um décimo de segundo atrás, na segunda posição. Alexander Khoroshilov, da Rússia, completou o pódio. 

O melhor, porém, aconteceu na disputa feminina. País tradicional na modalidade, a Suécia nunca viu um atleta da casa vencer a etapa de Are. Parecia que o tabu seria quebrado no slalom gigante. Sara Hector conseguiu 2min24seg04 e tinha tudo para levar o ouro, mas a eslovena Tina Maze abaixou o tempo em dois décimos e frustrou a torcida local. A austríaca Eva Maria-Brem foi a terceira colocada com 2min24seg12.

Na prova de slalom, que fechou a disputa nos alpes escandinavos, a torcida sueca finalmente pôde soltar o grito de "campeão". A atleta da casa Maria Pietilae-Holmner, que não vencia uma etapa da Copa do Mundo há quatro anos, encerrou o tabu pessoal e da nação inteira ao marcar 1min43seg65. Tina Maze teve que se contentar com a prata ao chegar seis centésimos de segundo atrás. Frida Hansdotter, também da Suécia, levou o bronze. 

Com mais um desempenho excelente, Tina Maze dispara no ranking geral feminino com 560 pontos. Anna Fenninger, da Áustria, é a segunda com 303, seguida por sua compatriota Kathrin Zettel, com 290. Entre os homens, a disputa está polarizado em dois nomes. Marcel Hirscher, especialista em provas técnicas, e o norueguês Kjetil Jansrud, líder em provas de velocidade, disputam ponto a ponto. Hirscher retomou a ponta, com 440, apenas 28 acima de Jansrud. Ted Ligety é o terceiro com 246. 

No próximo fim de semana a Copa do Mundo de esqui alpino divide-se novamente. Os homens embarcam para Val Gardena, na Itália, enquanto as mulheres irão para Val d'Isere, na França.

Marcel Hirscher (Agence Zoom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.