Viva o curling!

Marcelo Mello e Filipe Nunes durante clínica (Divulgação)

Na semana passada, Marcelo Mello, consultor técnico do Curling na CBDG, esteve presente numa clínica organizada pela Federação Mundial da modalidade e pela Associação Canadense no país norte-americano. O objetivo? Levar uma das modalidades mais legais dos Jogos de Inverno para imigrantes latino-americanos.

O evento aconteceu no dia 8 de novembro, em Montreal, e foi o pontapé inicial para o projeto Curling for the Americas, idealizado pela própria Federação Mundial no Congresso realizado em setembro. A expectativa é espalhar a prática da modalidade no continente, popularizando ainda mais o esporte.

Ao todo, 65 pessoas se inscreveram, sendo a grande maioria de brasileiros, mas com representantes do Chile, Uruguai, Venezuela e Paraguai. A coordenação ficou com a CBDG por meio de seu principal atleta e também teve a participação de Filipe Nunes, integrante da seleção nacional.
Os inscritos participaram de atividades introdutórias dentro e fora do gelo e fizeram partidas amistosas. O Clube TMR, de Montreal, também auxiliou nas atividades.

Espalhar o Curling pela América Latina é parte estratégica do crescimento da modalidade no cenário internacional. Isso porque mais participantes mostra ao COI a popularidade que um esporte precisa ter para ganhar respeito e incluir novas categorias, como as duplas mistas, por exemplo.

O Brasil já deu um importante passo, reestruturando sua seleção e elaborando planos de médio e longo prazo. O próximo passo é a Argentina, que começa a montar sua federação local para pleitear jogos e participações em torneios nos próximos anos.

O projeto ainda prevê clínicas para os latino-americanos nas cidades canadenses de Ottawa, Toronto e Vancouver e nos municípios norte-americanos de Boston e Nova York. Não há definição de datas para estes eventos.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre o Curling, assista o vídeo abaixo elaborado pela Conexão Brasil:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.