Perseguição

Pavel Kulizhnikov (Divulgação)

Na primeira etapa da Copa do Mundo de patinação de velocidade a Holanda confirmou seu domínio, conquistando oito dos 13 ouros disponíveis. A expectativa era manter esse número na segunda etapa, realizada em Seul (Coreia do Sul) no último fim de semana. Mas não foi isso que aconteceu. 

O país europeu levou apenas duas medalhas, sendo superados por países asiáticos e pela Rússia. Aliás, foi deste último o grande destaque do evento: Pavel Kulizhnikov conquistou três títulos, dominando as provas de velocidade. 

Nos 500 metros masculino, por exemplo, o russo foi soberano e venceu as duas provas disputadas. Na primeira, ele venceu a prova com 34seg94, seguido por Tae-Bum Mo, da Coreia do Sul, e seu compatriota Ruslan Murashov, medalhistas de prata e bronze, respectivamente. Na segunda, Pavel teve o tempo de 35seg18. O coreano Mo novamente ficou com a prata e o canadense Laurent Dubreuil foi o terceiro colocado. 

Entre as mulheres, o domínio foi asiático nos 500 metros. A coreana Sang Hwa Lee venceu a primeira corrida com o tempo de 37seg99, com Nao Kodaira, do Japão, na segunda posição e a tcheca Karolina Erbanova completando o pódio. Na segunda prova houve uma inversão: Kodaira venceu com 38seg05, ficando à frente de Lee. Judith Hesse, da Alemanha, ficou com o bronze. 

Pavel Kulizhnikov voltou a subir no topo do pódio nos 1000 metros. Ele conseguiu o tempo de 1min09seg56, à frente dos holandeses Stefan Groothuis, prata, e Kjeld Nuis, bronze. Na mesma categoria, entre as mulheres, a vencedora foi a chinesa Qishi Li, com 1min16seg95. Marrit Leenstra, da Holanda, ficou com a prata e Karolina Erbanova conquistou seu segundo bronze. 

Nos 1500 metros masculino o calvário da Holanda continuou. O norueguês Sverre Lunde Pedersen venceu com 1min47seg76, deixando os atletas laranjas Wouter Heuvel e Kjeld Nuis com a prata e bronze, respectivamente. Foi no feminino, nesta mesma categoria, que o país dominante da modalidade quebrou o jejum. Marrit Leenstra venceu com 1min57seg76, seguida por sua compatriota Ireen Wüst. A russa Olga Graf fechou o pódio.

A Holanda voltou a vencer nos 10 mil metros masculino com Bob de Jong, que completou o percurso em 13min17seg51. O belga Bart Swins ficou com a prata e o russo Aleksandr Rumyantsev conquistou o bronze. Entre as mulheres, nos 5 mil metros, o ouro foi para a alemã Claudia Pechstein com 7min07seg77. Martina Sablikova, da República Tcheca, ficou na segunda posição e Ivanie Blondin, do Canadá, foi a terceira. 

Na largada em massa masculino, Andrea Giovannini venceu com 8min10seg78, seguido por Haralds Silovs, da Letônia, e Seung-Hoon Lee, da Coreia do Sul. Entre as mulheres a vencedora foi Martina Sablikova com 7min42seg96. Irene Schouten, da Holanda, ficou com a prata e Ivanie Blondin conquistou seu segundo bronze na etapa. 

Por fim, na disputa de sprint por equipes, a Rússia levou a melhor entre as mulheres, com 1min30seg12, deixando a Holanda com a prata e a Coreia do Sul com o Bronze. Já a Alemanha venceu entre os homens com 1min22seg39, à frente da China, segunda colocada, e Coreia do Sul. 

A terceira etapa da Copa do Mundo de patinação de velocidade segue para Berlim e será disputada entre os dias 5 e 7 de dezembro.

Sang Hwa Lee e Nao Kodaira (Divulgação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.