Pensão aprovada

Mara Gabrilli e Lais Souza (Divulgação)

Um assunto passou batido por este espaço ao longo desta semana, mas antes tarde do que nunca. No último dia 11 de novembro a Comissão de Cultura, Educação e Esportes do Senado Federal aprovou o projeto de lei que prevê uma pensão especial para a brasileira Lais Souza. 

Como todos vocês já estão cansados de saber, a ex-ginasta e esquiadora sofreu um acidente de esqui em janeiro deste ano, na véspera de conquistar a vaga para os Jogos Olímpicos de Sochi no esqui aerials. 

O projeto, de autoria da deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) também passou por unanimidade na Câmara. De acordo com o texto, a pensão é "personalíssima e intransferível", ou seja, somente Lais poderá receber. O auxílio mensal corresponde ao limite máximo para este tipo de benefício, sendo R$ 4.390,24 e sua atualização seguiria os critérios de reajuste do Regime Geral da Previdência Social. 

A aprovação levou em conta o fato de Lais representar o Brasil em competições internacionais desde os 12 anos de idade e segue os moldes do que já é concedido aos jogadores de futebol campeões mundiais pelo país em 1958, 1962 e 1970. O projeto segue para votação em plenário no regime de urgência e, se aprovado, irá para sanção da presidente Dilma Rousseff.

A brasileira segue em Miami realizando tratamento com células-tronco. O COB e a CBDN oferecem todo o auxílio à jovem, sendo que o primeiro está custeando sua estadia nos EUA. Não há prazo para a alta médica. Porém, há a expectativa para que Lais possa vir ao Brasil neste fim de ano.

Já comentei aqui em outras oportunidades sobre todo o caso. A pensão para uma atleta que compete em nível internacional é totalmente adequada. Porém, não pode se restringir somente a ela. Qualquer competidor que represente o país no exterior e sofra um grave acidente durante treinamento ou esporte merece este auxílio e suporte. #ForçaLais

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.