Festa portuguesa

Portuguesa comemora o título (Eiji Yoshimura)

Equipe tradicionalíssima no futebol brasileiro (por mais que a situação atual esteja catastrófica), a Associação Portuguesa de Desportos mostrou neste fim de semana que também é um time que merece respeito no hóquei inline nacional. O clube sagrou-se campeão da Etapa 1 do Brasileiro da modalidade. 

O título pôde ser comemorado em casa, pois todas as partidas aconteceram no ginásio do clube - considerado um dos melhores para a prática do esporte no país. Dez equipes competiram no torneio, que contou com 31 partidas ao longo de três dias. A fase de classificação aconteceu na quinta-feira e no sábado, enquanto que as eliminatórias ocorreram durante todo o domingo. 

O título lusitano foi confirmado com uma vitória incontestável de 7 a 3 sobre o América Mineiro, sendo que o intervalo já registrava um placar de 4 a 2 para os donos da casa e uma boa atuação de Décio e Thiago Inácio, dupla responsável pelos três primeiros gols da equipe. 

O confronto final, aliás, foi a síntese das campanhas dos dois times no torneio. A equipe paulista, por exemplo, não perdeu uma partida sequer, terminando na primeira posição do seu grupo e segurando o ímpeto de Palmeiras e Hípica, os rivais nas quartas e na semifinal, respectivamente. 

Já os mineiros fizeram uma recuperação fantástica. Após uma primeira fase irregular, onde terminou apenas na quarta posição, o América conseguiu crescer no momento mais importante do campeonato. Nas quartas de final, eliminou o AABB, campeão paulista e favorito ao título, nos pênaltis. Depois, contra o Sertãozinho na semi, nova vitória no sufoco, dessa vez com o gol de ouro na prorrogação. 

Para a Portuguesa, é o fim de temporada perfeito, com um título nacional que premia o bom trabalho realizado pela equipe e apaga um pouco a frustração da perda do título estadual duas semanas atrás. O América Mineiro também não tem do que reclamar. Mesmo com o segundo vice-campeonato em duas semanas (antes havia perdido o estadual mineiro para o Vipers), o time mostrou toda sua força com a recuperação nas eliminatórias. 

Antes, Hípica e Sertãozinho Spiders fizeram o confronto pela medalha de bronze novamente, repetindo a mesma situação do Campeonato Paulista. E da mesma forma que aconteceu no estadual, Hípica levou a melhor e garantiu a posição no pódio.

O Brasil Zero Grau esteve nas arquibancadas e viu uma torcida pequena, mas fiel. As partidas foram muito disputadas, inclusive com penalidades e encontrões típicos da modalidade! Quem foi pôde constatar: o hóquei brasileiro tem tudo para crescer ainda mais por aqui. 


Confira os resultados do domingo com as partidas eliminatórias e a classificação final: 

Quartas de final:
AABB 6 x 6 América Mineiro (vitória do América nos pênaltis)
Sertãozinho Spiders 5 x 4 Lokomotiv
Portuguesa 4 x 1 Palmeiras
Hípica 5 x 2 São Bernardo

Semifinal
Sertãozinho 2 x 2 América Mineiro (vitória do América na prorrogação)
Portuguesa 3 x 3 Sertãozinho Spiders (vitória da Portuguesa na prorrogação)

Disputa pela 9ª posição
Barueri 1 x 5 Vipers

Disputa pela 7ª posição
Palmeiras 2 x 2 São Bernardo (vitória do São Bernardo nos pênaltis)

Disputa pela 5ª posição
AABB 4 x 1 Lokomotiv

Disputa pela 3ª posição
Hípica 5 x 3 Sertãozinho Spiders

Decisão do titulo
Portuguesa 7 x 3 América Mineiro

Classificação final
1º Portuguesa
2º América Mineiro
3º Hípica
4º Sertãozinho Spiders
5º AABB
6º Lokomotiv
7º São Bernardo
8º Palmeiras
9º Vipers
10º Barueri

Confira alguns cliques do Brasil Zero Grau no local:

Palmeiras x São Bernardo: sétima posição (Brasil Zero Grau)

AABB x Lokomotiv: quinta posição (Brasil Zero Grau)

Sertãozinho x Hípica: disputa do bronze (Brasil Zero Grau)

Portuguesa e América Mineiro na decisão! (Brasil Zero Grau)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.