Derrapando

Canadense derrapa em casa: país não foi bem (Divulgação)

A patinação de pista curta é empolgante porque sempre terá uma zebra no pódio ou algum favorito caindo, literalmente, pelo caminho. A segunda etapa da Copa do Mundo da modalidade, realizada em Montreal no último fim de semana, foi prova disso e custou uma boa participação dos atletas da casa: os canadenses, especialistas na prova, não conquistaram uma medalha de ouro sequer

Foram dez provas no total, cinco para cada gênero. Muitos atletas de renome ficaram até de fora da bateria final por derraparem nas curvas ou se envolverem em acidentes.  Na primeira prova dos 500 metros masculino, por exemplo, o russo Victor An, medalhista em Sochi, não passou da primeira bateria. O vencedor foi o sul-coreano Dajing Wu, com 40seg720, seguido pelo russo Dmitry Migunov, prata, e o também coreano Yoon-Gy Kwak.

Na segunda prova de 500 metros para os homens, Migunov se recuperou e ficou com o ouro ao completar em 40seg434. Seu compatriota Vladimir Grigorev foi prata e garantiu dobradinha russa. O norte-americano John Henry Krueger foi o bronze. 

Nas provas de média distância masculina o domínio foi coreano. Da Woon Sin foi ouro nos 1000 metros com 1min24seg379 - o russo Semen Elistratov foi o segundo colocado e o húngaro Sandor Shaolin Liu foi medalhista de bronze. Nos 1500 metros, o título ficou para Se Yeong Park, com 2min12seg698. Sin garantiu dobradinha para a Coreia do Sul ao ficar com a prata e o holandês Sjinkie Knegt foi o bronze. 

A última prova masculina foi a competição de revezamento por equipes em 5 mil metros. A Coreia do Sul comprovou sua força e levou o ouro com 6min36seg179. O restante do pódio, porém, foi completado com surpresas. Hungria chegou em segundo e foi seguido pelos britânicos, os medalhistas de bronze. A Rússia, favorita na disputa, sequer passou da primeira bateria. 

No feminino, mais surpresas. Na primeira prova dos 500 metros, Marianne St. Gelais lutou até o fim pelo título, mas ficou com a prata ao chegar dois décimos de segundos atrás da chinesa Kexin Fan - o bronze ficou para a coreana Ji-Soo Jeon. Na segunda prova rápida, o ouro foi para a italiana Arianna Fontana, que cruzou a linha de chegada em 43seg357. Jeon subiu uma posição e ficou com a prata, deixando a terceira posição para a chinesa Yue Lin. 

Assim como no masculino, as provas de média distância foram dominadas por atletas da Coreia do Sul. Nos 1000 metros, a vitória foi de Suk Hee Shim, com 1min30seg641. Sua compatriota Minjeong Choi garantiu a dobradinha e a chinesa Yihan Guo ficou com o bronze. Nos 1500 metros, a situação se inverteu. Choi venceu com 2min37seg649, com Shim chegando atrás, na terceira posição. A italiana Arianna Fontana ficou entre elas, com a prata. 

Por fim, nos 3 mil metros de revezamento por equipe, a Coreia do Sul conquistou mais um ouro. A equipe completou a prova em 4min09seg985. A Itália, liderada por Fontana, ficou com a prata, e a Rússia surpreendeu o Canadá e levou o bronze, deixando os anfitriões na quarta posição. 

A terceira etapa da Copa do Mundo de patinação em pista curta acontece em Xangai, na China, entre os dias 12 e 14 de dezembro.

A largada sempre é um momento de tensão (Divulgação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.