Estreia positiva

As meninas brasileiras felizes da vida com a estreia (Divulgação)

Começar um campeonato com derrota não parece ser algo bom. Na verdade, não é. Mas como sempre digo, os resultados precisam ser analisados além dos simples números frios. E o contexto que cercou a estreia das meninas do Brasil na Liga do Royal City Curling Club na última segunda-feira permite dizer que elas podem comemorar suas atuações. 

O time Samba (simpático nome), composto por Alessandra (skip), Isis (terceira), Anne (segunda) e Luciana (lead), foi derrotado pela equipe Alderson, do Canadá. A partida terminou em 7 a 3, com uma surpreendente atuação das brasileiras perante às rivais. 

As canadenses começaram com a vantagem do martelo e chegaram aos lances finais com quatro pedras na casa sob proteção. Entretanto, as atletas nacionais conseguiram um freeze (lance onde se faz um draw até a outra pedra sem movê-la) no botão, fazendo com que as adversárias conseguissem apenas um ponto. 

No segundo end, com a vantagem da última jogada, as brasileiras interpretaram melhor o gelo e conseguiram dois pontos, virando a partida e atingindo o que era o objetivo inicial! No terceiro end, novamente o time Alderson conseguiu apenas um ponto, empatando o jogo.

No quarto end, novamente o time Samba teve a oportunidade de marcar mais dois pontos, mas a mudança na velocidade do gelo fez com que o último draw fosse pesado. Mesmo assim, um ponto no placar e a vitória parcial de 3 a 2 no intervalo!

Entretanto, na sequência, as canadenses mostraram toda a tradição que possuem. Conseguiram nada menos do que quatro pontos no quinto end, marcando 6 a 3 e revertendo toda a partida. Na sexta etapa, com o martelo, as meninas foram mais agressivas, mas as rivais conseguiram roubar um ponto. Com a vantagem de quatro pontos, os dois últimos ends não foram disputados.

Apesar da derrota, o resultado foi surpreendente até para as próprias meninas. Afinal de contas, é apenas o primeiro jogo oficial de uma equipe feminina 100% brasileira em uma liga competitiva e a primeira vez que as quatro jogam juntas no mesmo time. O técnico Craig Lightbody acompanhou a partida e já elaborou planos de treinos específicos para cada atleta.

O time Samba volta à pista de gelo na próxima segunda-feira, dia 29, contra o Time Smith. A expectativa é pelas estreias de Sarah e Fernanda, outras integrantes brasileiras. Além disso, elas confirmaram a participação no Campeonato de Cloverdale, entre os dias 14 e 16 de novembro - neste torneio, com o reforço de Aline Gonçalves (presente no Mundial de Duplas Mistas ao lado de Marcelo Mello). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.