Vitória e missão cumprida

Comentei ontem, após a derrota do Brasil por 5 a 1 para a Rússia no Mundial masculino de hóquei inline da FIRS, que a equipe precisava vencer a Venezuela hoje para fazer o confronto decisivo contra a Colômbia pela segunda vaga do Grupo D. Mas nem precisou entrar em quadra. 

Da mesma forma que o México na disputa feminina (curiosamente também no caminho brasileiro), a Venezuela não apareceu para a disputa. Assim, 1 a 0 para o Brasil na classificação final e um providencial descanso antes do último confronto da primeira fase. 

O jogo vai ser muito duro. Os colombianos perderam de 4 a 2 para a Rússia nesta quarta-feira e estão em vantagem no saldo de gols na tabela. Além disso, a evolução que o país teve nos últimos anos é inspiração até mesmo para a equipe brasileira.

Sob as ordens do norte-americano Jeff Prime (hoje o técnico do Brasil), o hóquei inline no país latino passou por uma revolução. Surgiram campeonatos, clubes e rinks. Além disso, começaram a trabalhar muito bem a transição para o gelo, como foi visto por todos no Pan Americano disputado no México, em março deste ano. 

São tantas coisas em comum, mas apenas uma vaga. Brasil e Colômbia jogam nesta quinta-feira, às 13h30 no horário local (8h30 no horário de Brasília). Quem vencer, avança com a Rússia para a fase seguinte e continua na briga pelas primeiras posições.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.