Último jogo

Adriana Mara durante treinamento na França (Eiji Yoshimura)

Pois bem, no penúltimo dia a organização da FIRS esclareceu alguns pontos, sobretudo o da participação mexicana no Mundial de Hóquei Inline. Chamava-me a atenção o México ter perdido seus jogos por 1 a 0 na primeira fase, quando não havia nada escrito ou informado anteriormente. 

Somente agora há a confirmação de que as meninas mexicanas não participaram do evento por conta de alguma penalização sofrida pelo país. Assim, os adversários conquistam vitórias pelo placar mínimo. Entre eles, o Brasil por duas vezes. 

Isso porque no encadeamento para definir as posições finais do Mundial, o Brasil voltaria a topar com o México neste sábado de manhã. A partida definiria quem brigaria pela 13ª posição ou quem ficaria com a disputa da lanterna (16 países estavam inscritos no evento). Sem jogar, a seleção conseguiu seu segundo triunfo e consegue, pelo menos ficar na frente de duas seleções. 

Neste domingo, última dia do evento, as meninas brasileiras enfrentam a Alemanha às 8h10 no horário local (3h10 no horário brasileiro) para definir quem fica na 13ª ou 14ª posição. As alemãs derrotaram a Índia por 14 a 0 na fase anterior, fazendo com que o país asiático fique na vice-lanterna. Na fase de grupos as rivais perderam para EUA e Espanha, que se enfrentam neste instante na semifinal, e ainda perderam para a Colômbia por 2 a 0. 

Será uma partida duríssima, para falar a verdade, e até acredito que a seleção brasileira sofra mais uma derrota. Entretanto, como disse anteriormente, o objetivo inicial foi cumprido à risca: o país não está na última posição e ainda adquiriu milhas e experiência internacional. Com um trabalho sério e de longo prazo, as derrotas de hoje serão a base para o sucesso de amanhã. Boa sorte, meninas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.