Pensão

Deputada Mara Gabrili com Lais Souza (Arquivo Pessoal)

Você já deve ter lido em algum portal da Internet que a brasileira Lais Souza está bem próxima de receber uma pensão vitalícia da Previdência Social (se não sabe, leia aqui). O deputado Rubens Bueno (PPS-SP), em coautoria com Mara Gabrili (PSDB-SP), apresentaram o projeto de lei para que a atleta recebesse pensão vitalícia. 

O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados e segue a tramitação para o Senado. Se for aprovado em seu texto original, segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff. Caso contrário - pode ter emendas ou subtrações de partes do projeto - retorna à Câmara.

Tudo indica que ele seguirá seu curso normal, no que acredito ser benéfico mesmo para o futuro da atleta. Se aprovada a pensão, ela receberá o teto da Previdência Social, estipulado em R$ 4.390,24 - sem poder transferir a parentes e herdeiros. 

Como defensor de atletas, acredito que o valor é justo para uma atleta que se machucou gravemente enquanto se preparava para os Jogos Olímpicos de Inverno. Não custa lembrar que ela se chocou contra a árvore no dia 27 de janeiro em Salt Lake City e travou uma árdua batalha contra a morte. Em poucos dias conseguiu se alimentar e respirar sozinha, o que já foi um feito. Em fevereiro, foi transferida para o Hospital Jackson Memorial, em Miami. E, no último dia 15, conseguiu alta médica - apesar de continuar em Miami para seguir o tratamento que tenta recuperar o movimento de seus membros. 

"A menina saltadora, que estava procurando novos voos, ficou paralisada e teve os sonhos e projetos suspensos. Hoje ela segue uma rotina de fisioterapia  e de acompanhamento psicológico. A menina agora precisa de nós e a aprovação desse projeto é uma homenagem a todos os atletas brasileiros", comentou Rubens Bueno.

Nem tanto, excelência. A única ressalva que faço neste projeto é que ele seja um precedente para algo maior. Afinal de contas, temos vários atletas em diferentes modalidades esportivas que representam o Brasil e não são tão bem assistidos como foi a Lais com a CBDN e o COB. A homenagem aos atletas brasileiros precisa reverter em benefícios e uma melhor estrutura para quem defende a bandeira desta pátria no cenário internacional. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.