Foi por pouco

Equipe brasileira no Mundial da IIHF: bom papel no FIRS (Divulgação/IIHF)

Era volta de 9h10 quando entrei na Internet para uma rápida olhada no desempenho do Brasil contra a Colômbia, na última partida da primeira fase do Mundial de hóquei inline da FIRS. Meus olhos nem acreditaram de felicidade quando viram que os rapazes vencia por 2 a 0 no primeiro tempo do confronto. 

Entretanto, já à tarde, voltei a dar uma rápida olhadela durante o meu serviço e aí foi o coração que não quis acreditar: no fim da partida a Colômbia empatou em 2 a 2 e conseguiu ficar com a segunda vaga por conta do saldo de gols (um negativo contra três negativos). 

Uma pena que tenha sido assim. Como disse ontem, o jogo seria equilibrado, mas com leve favoritismo para a Colômbia justamente pelo fato de já terem iniciado o trabalho que os adeptos do hóquei ainda buscam formas de realizar por aqui. 

O jogo foi muito disputado, com muitas violações e faltas. O Brasil começou melhor e abriu o placar com Diego Araújo, aos 6miin22. Depois, aos 17min10, foi a vez Thiago Inácio Ribeiro de Souza ampliar e garantir um relativa tranquilidade no intervalo. 

Entretanto, como era de se esperar, a seleção colombiana partiu para cima. Aproveitando um powerplay (quando fica com um jogador a mais), os adversários diminuíram com Antonio Romero aos 6min07. O jogo seguiu disputado e, como água mole em pedra dura tanto bate até David Mendez empatou faltando 28 segundos para o fim da partida.

Com a igualdade, os dois times chegaram aos três pontos, com uma vitória, um empate e uma derrota. No fim das contas, a derrota para a Rússia acabou sendo o desempate entre Brasil e Colômbia. A seleção brasileira agora joga apenas no sábado, às 14h50 no horário local (9h50 no horário de Brasília) contra a Nova Zelândia para tentar ficar na parte de cima da tabela. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.