Começou

Luiz Manella durante treinamento (Comunicação/CBDG)


Teve polêmica, reclamação, elogio e confusão. Mas a seletiva com cara de clínica da CBDG começou e pôs o sexteto com mais chances de classificação olímpica nas próximas duas edições para treinar na pequena cidade de Little Falls, nos EUA.

Isadora Williams, Luiz Manella, Maria Eugênia Lopes, Karolina Calhoun, Giulia Flemming e Amanda Kalluf serão avaliados até o dia 25, na sexta-feira para a elaboração de planos específicos para cada atleta visando o ciclo olímpico de 2018 e 2022 (principalmente nos casos de Giulia e Amanda, as mais novas com 12 anos). 

A CBDG postou nesta terça-feira um pequeno relato das atividades desenvolvidas pelos seis atletas. Eles começam com 1h30 de freeskating (patinação livre), onde treinam elementos técnicos de patinação supervisionados pela treinadora Kristen Fraser, técnica com 10 anos de experiência e com duas participações olímpica (2002 e 2006) na dança no gelo por Azerbaijão. 

Depois, todos participam de uma atividade na academia Parabolic e são avaliados individualmente. Professores especializados medem intensidade do salto, força, equilíbrio e elasticidade para saber onde cada patinador precisa de reforço para obter um nível físico alto. Após duas horas de descanso, eles voltam ao gelo para treinos de saltos e outros elementos técnicos com os professores Igor Lukanin (companheiro de de Kristen Fraser quando competiam na dança no gelo) e Vitaly Danylchenko, ex-patinador da Ucrânia.

"Além da avaliação individual dos atletas selecionados, a CBDG está criando um canal de comunicação em quem mais investe nos patinadores hoje: as famílias. O dinheiro gasto por eles para chegar ao nível que estão é muito grande. A partir desse investimento, estamos dando o suporte necessário para que possam trazer o retorno que tanto sonham, que é a disputa de grandes campeonatos. Com isso, conseguimos a divulgação e fomento da patinação para todo o Brasil, ponto importante para o crescimento do esporte como um todo", comentou Matheus Figueiredo, superintendente técnico da CBDG no site da entidade.

Os trabalhos seguem até o dia 25, quando os seis patinadores irão exibir seus programas curtos e longos em uma apresentação aberta ao público.

A caçula Giulia também não escapou! (Comunicação/CBDG)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.