Agora sim!

Pode vibrar: o Brasil venceu! (Ivana Hoskova/Divulgação IIHF)

Eu temia que a derrota de 8 a 0 para a Áustria na primeira partida do retorno ao Mundial de Hóquei Inline da IIHF pudesse abalar a confiança da seleção brasileira. Mas mostrando nervos de aço e um enorme poder de decisão, o Brasil derrotou a Hungria por 6 a 3 e está em boas condições para ficar na segunda posição do Grupo D. 

Foi a primeira vitória do hóquei do país após selar as pazes com a CBDG no ano passado. Desta aventura resultou não só o retorno às competições da Federação Internacional, como também a primeira experiência no gelo, com o Pan-Americano no México, em março deste ano. 

A primeira vitória contou com muito sangue frio dos jogadores brasileiros. Nos três primeiros períodos, três empates em 1 a 1, resultando no placar parcial de 3 a 3. Mas aí, no último quarto, o Brasil dominou. Fez dois gols em seguida e aproveitou o desespero húngaro para fechar o placar em 6 a 3.

Felipe Geraldini fez dois gols. José Guilardi, Luis Custódio, Luiz Almeida Filho e Diego Araújo fizeram um cada. Nas assistências, destaque para José Guilardi e Bruno Gomes, com dois passes eficientes para cada um. 

Nesta quarta-feira, às 14h (horário de Brasília), o Brasil fecha a primeira fase da Divisão 1 do Mundial contra o Japão. Uma vitória contra os japoneses e um tropeço húngaro contra a Áustria, líder do grupo, garante a segunda posição para os brasileiros. A partida terá estatísticas online da IIHF. Basta clicar aqui

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.