Mais uma petição

Apresentação do projeto de patinação em São Caetano (Reprodução)

Você viu aqui a petição pública organizada por Elaine do Prado e outros patinadores cariocas para alertar aos dirigentes a importância de uma pista de patinação no gelo. Ela ainda está no lado esquerdo da página do Blog, para quem quiser assinar. Porém, más notícias também chegam de São Caetano do Sul. 

Lá, um projeto bem bacana que ensinava patinação GRATUITAMENTE para 300 pessoas (e com uma lista de espera de mais de 700 pessoas) não contará mais com apoio do poder público. É um projeto que começou apenas em 2011 e cuja primeira apresentação contou com mais de 5 mil pessoas nas arquibancadas.

A utilização de dinheiro público pode e deve ser discutido pelos moradores de São Caetano do Sul. O que não dá, porém, é a alegação para cortar a verba neste ano: a patinação artística não é prioridade para receber dinheiro público. 

Primeiro porque não considero que existam modalidades que são prioritárias ou não. Acredito que todos têm o direito de praticarem esportes que mais lhe agradem - sejam modalidades de inverno, radicais, verão ou qualquer outra coisa que seja. 

E segundo porque um projeto que tem apenas três anos e reúne mais de mil interessados em praticar e outras cinco mil pessoas para assistir não é tão insignificante assim. Além disso, tivemos pela primeira vez na história uma brasileira (Isadora Williams) na patinação no gelo nos Jogos Olímpicos e um dos melhores patinadores de roda do mundo também é brasileiro (Marcel Stürmer). 

Uma pena ver que os políticos brasileiros ainda encaram modalidades "desconhecidas" (que, na verdade, são apenas diferentes do futebol) como algo supérfluo. Ainda mais um projeto tão bonito que promovia a inclusão social numa cidade que por conta dessa diversidade esportiva era chamada até mesmo de "modelo". 

No dia 6 de maio haverá uma manifestação pacífica em frente à Câmara Municipal de São Caetano.  Saiba mais da história aqui, com o excelente blog da Susana! Ah, e se você quiser participar da petição, entre aqui


Lado Bom

Falando agora de algo positivo para a patinação no gelo, Márcio Pereira, diretor técnico da modalidade na CBDG e organizador do Rio Trophy, conversou com o Brasil Zero Grau sobre o primeiro torneio oficial do esporte e os planos futuros no estado do Rio de Janeiro. 

O mais importante para se destacar é o surgimento de pequenos, mas essenciais, apoiadores do Rio Trophy e que fizeram o evento sair do papel. Além disso, fico feliz em ver que o planejamento do Rio Open já começou. 

"Passará a fazer parte do calendário anual da Rio Skating e será mais um evento oficial com o apoio da CBDG, onde haverão algumas categorias de entrada(Estreantes) que não estavam no Rio Trophy", garantiu Márcio.

Isso prova que a patinação é, realmente, um esporte que as crianças adoram. E isso é muito bom para uma modalidade que pretende crescer ainda mais no Brasil. 

2 comentários:

  1. Isso é uma coisa que me deixa @()*#)(@*)#(. O governo gastando milhões com a porcaria do futebol, e os outros esportes ficam esquecidos.
    Em partes, isso é culpa da maioria do povão. Não valorizam outros esportes.

    Gustavo, Parabéns pelo seu trabalho!

    ResponderExcluir
  2. Esses esportes fazem sentido de terem investimento público. Curling, hockey, patinação...é "só" construir uma pista, contratar profissionais e passar a proporcionar oportunidades aos cidadãos - sejam eles atletas ou não. Agora investir em pista de esqui, técnico de biatlo, e por ai vai é uma palhaçada sem tamanho. As pistas de são roque são uma piada. Biatlo no Brasil é complicado, uma vez que aquisição, transporte e manutenção (lícita!) de armas de fogo é difícil. Eu poderia ficar aqui escrevendo muitos exemplos. Mas enfim, boa sorte ao pessoal da patinação e curling.
    Parabéns para a CBDG!
    Vergonha na cara para a CBDN!
    (sim! DUAS federações de esportes de inverno no Brasil!).

    Gustavo, parabéns pelo blog!
    Carlos Araujo

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.