Os resultados não param!

Exatamente, amigos. Por conta de viagens não consegui atualizar o blog neste domingo. Mas antes tarde do que nunca! Até porque o dia reservou grandes resultados para a equipe de esqui alpino do Brasil. A garotada realmente está mandando bem!

Guilherme Grahn (Divulgação/CBDN)
O destaque novamente foi Guilherme Grahn, de 17 anos. Você viu no sábado que ele havia estabelecido a melhor marca da carreira no slalom. Pois bem, neste domingo ele quebrou novamente o recorde na segunda prova em Storklinten, na Suécia. 

Ficou na 10ª posição da classificação geral, com o tempo de 1min36seg44, mas com a pontuação FIS de 48.92 (lembrando que no esqui alpino o ranking leva a pontuação e é calculado do menor para o maior). A vitória ficou com Vidar Widing, da Suécia, com 1min33seg12. 

O resultado encerra a temporada do jovem que nasceu em Teresina, mas mora na Suécia. Ele estreou entre os adultos neste ano e já estabeleceu as melhores marcas de um estreante do país. Nesse ritmo tem tudo para quebrar os recordes nacionais de Jhonatan Longhi num futuro próximo. 

Quem também competiu no domingo foi Chiara Marano. Incansável, a atleta segue competindo e se aperfeiçoando cada vez mais. "Por que não aproveitar para melhorar meus pontos de slalom se ainda tenho força disponível para competir até o final?!", brincou a atleta em sua página no Facebook.

Tanto que lá estava ela em Madesimo, na Itália, para outra prova na categoria. Chiara ficou 24ª posição, com o tempo de 1min49seg71 e 118.65 pontos FIS, marca semelhante da conquistada no sábado. Ao todo, 29 competidoras completaram as duas descidas e a vencedora foi a italiana Roberta Malesi, com 1min37seg02.

A brasileira ainda participará de mais quatro provas nos próximos dias em busca de melhores pontos. É incrível a resistência física da jovem: ela é uma das que mais competem pela CBDN e não me lembro de lesões graves que a tenham tirado de muitas semanas. Uma forte competidora e que certamente brigará pela vaga olímpica em 2018. 

Promessas

O domingo também marcou as últimas provas das promessas Elena Ricca, Michel e Clara Macedo. Eles participaram de provas importantes nas suas faixas etárias e conseguiram bons resultados. 

Elena, por exemplo, competiu no slalom gigante sub-14 do Troféu Pinnochio em Abetone, na Itália. Ela ficou na 33ª posição num total de 49 jovens que completaram a prova. A brasileira teve o tempo de 1min11seg00 - a vencedora foi a italiana Ilaria Ghisalberti, com 1min03seg28. 

Os irmãos Macedo disputaram as últimas provas da Copa Whistler, no Canadá. Clara não largou para a segunda descida do slalom no sub-14 e não somou pontos na classificação final. A vencedora foi a australiana Madison Hoffman, com 1min40seg60.

Já Michel, uma grande promessa brasileira, não repetiu a fantástica 10ª posição do Super G, mas conseguiu outro bom resultado: foi 31º em um total de 59 atletas que completaram as duas descidas. Ele teve o tempo de 1min55seg78 e conquistou 55.53 pontos. O vencedor foi o austríaco Thomas Dorner, com 1min48seg98.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.