Missão cumprida

Aline e Marcelo representaram o Brasil no Mundial (Divulgação)

O que falei para o Brasil no Pan de Hóquei no Gelo, repito agora para a nossa seleção de curling: parabéns, vocês podem voltar para suas casas com a sensação de missão cumprida. Independentemente dos resultados conquistados, o mais importante foi feito. O país está inserido no cenário internacional do curling. 

Digo isso após a despedida da dupla Marcelo Mello e Aline Gonçalves do Mundial de Curling de Duplas Mistas. O último jogo foi realizado nesta terça-feira de madrugada: uma derrota de 11 a 4 para a Eslovênia que não mostra o equilíbrio que foi a partida. No fim do quarto end, o placar era de 5 a 4 para os adversários. Entretanto, uma desatenção no quinto end, quando os eslovenos conquistaram quatro pontos, foi crucial para determinar o resultado. 

Foram oito jogos de experiência e a campanha de uma vitória e sete derrotas. Com esse desempenho o Brasil ficou na última posição do Grupo B, mas na classificação geral conseguiu ficar na frente da Eslováquia, que perdeu seus sete jogos, e ainda se igualou com Bielorrússia e Inglaterra. 

Mas o objetivo foi alcançado bem antes da realização dessas oito partidas. A força-tarefa realizada pela confederação e atletas para aceitar o convite da Federação Internacional de Curling, a exposição conquistada nos principais portais de notícias do país, o fortalecimento e aparecimento da Associação Brasileira de Curling e a inserção do país em eventos internacionais são os pontos que merecem ser lembrados nesta primeira aventura brasileira.

Ganhar é legal, claro, mas não dá para cobrar nada diante da falta de estrutura que temos por aqui. E mesmo assim eles podem se orgulhar, pois jogaram de igual para igual contra a maioria das seleções e ainda conquistaram uma primeira e inesquecível vitória para o curling brasileiro contra o Cazaquistão.

Com o perdão do trocadilho, certamente a pedra já foi lançada e irá resultar em muitos frutos no futuro. Temos aí o time feminino prestes a surgir, a reestruturação da equipe masculina e até mesmo uma pista de gelo em solo brasileiro. E tudo começou neste mês, quando Marcelo e Aline desafiaram os melhores. 

PS: Hungria x Suécia e Espanha x Suíça são as semifinais. Os dois jogos acontecem nesta quarta-feira, às 6h15 no horário de Brasília. A disputa pelo ouro e pelo bronze será em seguida, às 11h35.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.