Estrelas!

Equipe brasileira completa (Divulgação/Márcio Rodrigues)

Eles planejaram, discutiram, reuniram, treinaram e, veja só, deram até entrevista! Marcelo Mello e Aline Gonçalves estiveram e Vancouver, no Canadá, para o período intenso de treinos antes do Mundial de Curling de Duplas Mistas. Mas o encontro não ficou apenas dentro da pista da modalidade!

Os dois se encontraram com o "Brazilian Curling Club", grupo de atletas que treinam na região e formam a embrião da Associação Brasileira de Curling. Eles são liderados por Raphael Monticello e Alessandra Regina, reservas da dupla no Mundial. Em pauta, planos a médio e longo prazo para a modalidade no país e seus respectivos praticantes. Tudo postado pela excelente página da ABCurling no Facebook. 

(Atualizando: Raphael entrou em contato para explicar que a Alessandra não exerce liderança na ABCurling. Tudo bem. Mas o que eu quis dizer é que o fato dela estar presente e ser a reserva de Aline no Mundial já a coloca imediatamente em posição de destaque quando falamos de curling feminino. Mas está feito o registro do Raphael.)


Aline e Marcelo (Márcio Rodrigues)
Podemos dizer que o encontro foi altamente produtivo. Na parte técnica Aline e Marcelo puderam se conhecer melhor e se entrosar mais para a disputa, se familiarizando com a dinâmica das regras e da estratégia para a categoria de duplas mistas (alguns pontos são diferentes). A dupla titular jogou contra a reserva e também contra um mix dos reservas e canadenses que já participaram de torneios nas categorias.

Na parte administrativa Marcelo e Raphael conversaram sobre os objetivos da Associação para os próximos anos sob aval da CBDG. Entre os pontos conversados estão a criação de um calendário de competições para os times, a preparação de um novo desafio contra os EUA (já mostrado aqui), participação em provas internacionais já nesta próxima temporada e até mesmo a criação de um campeonato brasileiro. 

Eles receberam os uniformes do clube e Aline conheceu as outras brasileiras que treinam curling. Daí surge o pontapé inicial para o país contar com uma equipe feminina. 

Com tanta novidade assim, não poderia resultar em outra coisa: conferência de imprensa, tirando todas as dúvidas de jornalistas. Até mesmo a CurlBC (Associação de Curling da Columbia Britânica) enviou representante para conhecer os projetos e até mesmo esboçar uma parceria. 

Foram alguns dias, mas a passagem de Marcelo e Aline podem render frutos duradouros para o desenvolvimento do curling brasileiro.  Os dois já embarcaram para Quebec, onde participarão de mais alguns dias de treinos antes da viagem para Dumfries, na Escócia.

Aline e Marcelo, a dupla titular (Divulgação)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.