Equipe completa!

À esquerda os rivais, à direita o time brasileiro (Reprodução)

E não é que o curling veio para ficar por aqui? Após Raphael Monticello e Alessandra Regina iniciarem a disputa de uma prova regional de duplas mistas no Canadá, nesta quinta-feira foi a vez da equipe brasileira iniciar a disputa de equipes mistas!

Além dos dois já citados, o time nacional conta com Ísis Oliveira e Daniel Mermelnstein. O objetivo maior para eles é adquirir experiência de competição, principalmente para Ísis e Daniel, novatos, e que participaram de suas primeiras partidas fora do ambiente de clubes. Raphael é o skip e Alessandra o vice-skip. 

O evento acontece na cidade canadense de Richmond, na província de Columbia Britânica, e no mesmo ginásio onde ocorre o tradicional torneio Copa do Pacífico, que envolve seleções de toda a costa (América, Ásia e Oceania). 

É o último torneio de equipes mistas na temporada canadense e vamos aos números: são 24 times do Canadá e EUA, cinco equipes japonesas, duas chinesas e o bravo time brasileiro. O torneio é no formato mata-mata, mas conta com repescagens. A primeira rodada é definida por sorteio.

E a equipe brasileira não deu sorte... Enfrentou logo de cara o "Time Forrester", atual campeão da região de Vancouver e dono de títulos ao longo dos últimos meses. Como era de se esperar, os rivais dominaram a partida inteira, com exceção do segundo end, quando os brasileiros exploraram muito bem os draws (pedras colocadas) atrás da guarda adversária e marcaram os únicos dois pontos na partida. No fim, terminou 12 a 2 com sete ends. 

Como afirmei no post abaixo, o que menos importa neste momento é o resultado das partidas. As derrotas fazem parte do contexto de evolução de qualquer equipe. Só de ver o Brasil conseguir montar uma equipe completa e ainda ter mais dois atletas para o Mundial de Duplas Mistas (Aline Gonçalves e Marcelo Mello) já é uma vitória e tanto. 

É o curling cada vez mais inserido na realidade esportiva brasileira.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.