Surpresa

Equipe brasileira em 2009 (Divulgação)
Como diria Zagallo, naquela frase clássica que já virou bordão por conta do Globo Esporte, "aí sim, fui surpreendido novamente".  A surpresa boa foi divulgada pela CBDG: o país participará do Mundial de Curling em Duplas mistas. O evento acontecerá em Dumfries, na Escócia, terra natal deste esporte fascinante. 

Isso mesmo que você ouviu: duplas mistas em vez da tradicional equipe com quatro integrantes (veja abaixo algumas diferenças). O convite faz parte do interesse da Federação Internacional de Curling de popularizar o esporte para outros lugares - a própria entidade pretende construir uma pista de curling aqui no Brasil para facilitar a adaptação brasileira. Entretanto, no site oficial do evento, o nome do país ainda não constava entre os inscritos.

Ao aceitar a proposta, o Brasil assumiu todos os riscos e terá que arrumar quatro atletas, dois homens e duas mulheres para formar uma dupla titular e uma reserva. De acordo com informações da CBDG, os nomes ainda não foram definidos, mas serão realizados treinamentos no Canadá para brasileiros que residem no país e já tenham disputado alguma partida antes. 

Não vejo, porém, como Marcelo Mello, que também é diretor da modalidade na confederação, possa ficar de fora. Capitão da equipe brasileira que foi formada em 2009, profundo conhecedor da modalidade (comentarista da Globo em eventos do tipo) e antenado com as principais novidades do esporte. Há também os outros integrantes da equipe antiga, como Filipe Nunes, Celso Kossaka e Luis Augusto, que poderiam ser aproveitados justamente por já ter uma mínima bagagem. 

Resta saber quem serão as mulheres escolhidas. Em matéria do Sportv, o superintendente deixa a entender que Aline e Alessandra podem ser as escolhidas. Acredite se quiser, o curling é muito popular entre as brasileiras. Basta ver a história das meninas do Blog Curling Brasil (relembre aqui).

Enfim, não deixa de ser legal perceber que a CBDG realmente começou a se mexer para o próximo ciclo olímpico. Além de planejar novas seletivas para bobsled e skeleton, a entidade traça planos para a patinação artística e vê o curling e o hóquei no gelo receberem convites importantes. O Brasil Zero Grau ficará de olho nos próximos passos. 

Diferenças

É pouco conhecida justamente por não ser olímpica. O convite ao Brasil também ajuda nesse sentido: mostrar uma certa popularidade ajuda no lobby para a inclusão de um esporte no programa olímpico de inverno. 

A questão é que o esporte ainda é novo: o primeiro mundial foi organizado pela Federação Internacional apenas em 2008. Em seis edições realizadas, a Suíça venceu quatro delas. 

Como o próprio nome diz, é um casal de atletas em vez dos quatro integrantes tradicionais. A equipe terá seis pedras por end (são oito no modelo tradicional) e serão disputados apenas oito ends num total de 46 minutos (são 73 minutos em dez ends na categoria olímpica).

Das seis pedras utilizadas por cada equipe, uma delas é posicionada no centro do alvo antes do início de cada período. A ordem das jogadas também são determinadas antes do início do end, sendo o primeiro jogador o responsável pelo lançamento da primeira e quinta pedra e o segundo jogador lançará a segunda, terceira e quarta pedra. Ambos podem varrer os lançamentos. 

4 comentários:

  1. A atletas Aline e a Alessandra não são as mesmas do blog sobre curling...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu não afirmei que eram elas. Os nomes foram dados pelo Sportv e apenas falei que as brasileiras de um modo geral gostam da modalidade, como é o caso das meninas do Blog

      Excluir
    2. Relendo agora percebi que você está certo.. :)
      É que fala os nomes e logo depois fala "as meninas".. então o cérebro ligou as 2 informações.. :)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.