0.06 pontos

A diferença das três duplas foi de 0.06 pontos (Reprodução)

Essa foi a diferença entre o ouro e o bronze na disputa da Dança no Gelo no Mundial de Patinação Artística desse ano. O evento aconteceu em Saitama, no Japão, e mostrou um grande equilíbrio na categoria mais artística do esporte. 

Vamos aos números para entender melhor. O ouro ficou com a dupla italiana Anna Cappellini e Luca Lanotte, com 175.43 pontos na somatória das duas notas (dança curta e livre). Com 175.41 os canadenses Kaitlyn Weaver e Andrew Poje ficaram com a prata. Mais 0.04 pontos e os franceses Nathalie Pechalat e Fabian Bourzat garantiram o bronze. 


O equilíbrio já era a tônica desde a disputa da dança curta, ontem (veja no post abaixo). Mas sequer imaginava que pudesse ser tão disputado assim! O interessante é que a dupla russa Elena Ilinykh e Nikita Katsalapov, ouro por equipes e bronze na dança no gelo em Sochi, sequer chegaram ao pódio. Eles ficaram na primeira posição da dança livre e um ponto atrás da medalha de bronze na classificação geral. 

Um final perfeito um Mundial de Patinação Artística que tinha tudo para não ter graça, mas que mostrou, mais uma vez, a força desse esporte. Mesmo sem disputa de brasileiros (Isadora deu um tempo para por a escola em dia), a Sportv transmitiu o evento e as redes sociais comentaram sobre as disputas. 

Principalmente os fãs de Mao Asada. A japonesa deu a volta por cima após ficar fora do pódio em Sochi e conquistou a medalha de ouro sem deixar qualquer dúvida, liderando tanto o programa curto quanto o longo e fechando com 216.69 pontos. A prata foi para a sensação russa Julia Lipnitskaia e o bronze ficou para a italiana Carolina Kostner. 

O Mundial encerra oficialmente neste domingo com a exibição de gala, evento que reúne os melhores atletas de cada categoria para mais uma apresentação. 

Curling

O Mundial Masculino de Curling começou neste sábado em Pequim, na China. Com o evento esvaziado, sem contar com alguns atletas presentes nos Jogos Olímpicos, algumas surpresas são esperadas. 

Tanto que a liderança do primeiro dia ficou com a Alemanha, veja só. Um dos piores times nos Jogos de Sochi, os alemães aproveitaram o período de treinos e venceram as duas partidas disputadas neste primeiro dia. 

Eles derrotaram os chineses, donos da casa, por 11 a 5, e depois venceram a Rússia por 9 a 5. A Suécia, uma das favoritas ao título, também venceu duas partidas: 8 a 4 na Escócia e 8 a 6 nos Estados Unidos. 


A competição está apenas no início. São doze times que jogaram entre si nos próximos dias. A final acontecerá no próximo domingo. O Brasil Zero Grau ficará de olho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.