Existe vida sem Olimpíada

Sim, existe. Pode parecer maluco, mas as modalidades de inverno não param durante o maior evento do esporte. Os atletas que ainda não competirão aproveitam competições menores para acertar as últimas estratégias. Os que não estarão presentes, se mantém em forma para o fim da temporada. 

O primeiro caso serve para o brasileiro Jhonatan Longhi. Recuperado de uma lesão mínima, ele competiu em duas provas de esqui alpino. Na quinta-feira, numa prova de slalom gigante em Les Menuires (França), ele ficou na 18ª posição com o tempo de 2min19seg28 e ótimos 73.71 pontos FIS. O vencedor foi o italiano Alberto Chiappa, com 2min13seg36. Na sexta, no slalom, ele não completou a segunda descida. Chiappa venceu novamente com 1min30seg97. 

Chiara feliz da vida ao voltar às provas (Reprodução)
Já Chiara Marano, reserva de Maya Harrisson na convocação brasileira de esqui alpino, competiu em Chatel, na França, na quinta-feira, numa prova de slalom gigante. Ela, porém, não completou a primeira descida e ficou de fora da classificação final. A vencedora foi a francesa Romane Miradoli, com 2min24seg05. 

O pessoal do snowboard também competiu. Lucas Rezende e Rafael Rennó estiveram em Cooper Mountain, nos EUA, em duas provas de snowboardcross na Copa Norte-Americana. Ambos tiveram um bom desempenho. 

Na prova da quarta-feira, Rafael foi o 47º dentre 58 competidores que completaram a prova. Ele teve o tempo de 51seg30 e conquistou 2.30 pontos. Lucas veio logo atrás, em 48º, com 51seg51 e 2.25 pontos. O vencedor foi o norte-americano Michael Perle, com 46.11 pontos. 

Na quinta, Lucas conseguiu melhorar seu desempenho. Foi o 36º. com 49seg86 e 2.76 pontos. Rafael ficou na 50ª posição, com 52seg41 e 2.17 pontos. Perle venceu novamente com 45seg57. 

Voltando ao esqui alpino, os irmãos Macedo competiram em três provas de NorthWest Cup em Washington entre os dias 1 e 3 de fevereiro, conquistando excelentes resultados. 

Michel Macedo se coloca como uma das principais revelações do país em esportes de inverno. No dia 1º, numa prova de slalom, ele ficou na sétima posição da classificação geral e foi o primeiro na categoria sub-16 com o tempo de 1min38seg86. Tobias Macedo não completou a primeira descida na categoria sub-18. O vencedor geral foi o americano Alec Jones, do sub-21, com 1min33seg16. 

No dia 2, em outra prova de slalom, os irmãos se superaram ainda mais. Michel conquistou uma incrível medalha de bronze na classificação geral e o ouro na faixa etária até 16 anos. Ele teve o tempo de 1min38seg31. Tobias ficou em décimo no geral e quinto na categoria sub-18 com 1min44seg48. Jones venceu novamente com 1min36seg30. 

Por fim, no slalom gigante, Michel Macedo ficou na 13ª posição no geral e foi bronze na sua faixa etária com 1min38seg80. Tobias não completou a primeira descida novamente. Alec Jones conquistou sua terceira vitória com 1min33seg97. 

Bons resultados que mostram que existe vida nas modalidades de inverno além de Sochi e, principalmente, que há futuro para esses esportes aqui no Brasil.

PS:  daqui a pouco, às 12h30, estarei presente na Record News para comentar a primeira descida do luge masculino! Conto com a audiência de todos!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.