Contas e mais contas

Eles já estão no Brasil e agora secam os rivais (Reprodução)

Torcedor, esta quinta-feira é um ótimo dia para você pegar seu terço, seu pé de coelho, ferradura ou qualquer outro item que traga sorte e fé. Isso porque hoje o time feminino de bobsled do Brasil pode garantir a vaga olímpica inédita sem precisar entrar na pista de gelo. 

Acontece em St. Moritz, na Suíça, a última etapa da Copa Europa da modalidade e as meninas precisam torcer contra dois países: a Itália e a Romênia. São eles que estiveram à frente do Brasil a temporada inteira e que ainda podem passar nesta reta final. 

Os títulos nas últimas duas etapas da Copa América garantiram uma sobrevida a mais para a equipe, mas mesmo assim todo cuidado é pouco. A combinação, pelo que entendi, é simples: basta a dupla italiana não ficar entre as três primeiras colocadas e a Romênia não vencer a prova para as brasileiras carimbarem o passaporte pela primeira vez. 

Seria um feito e tanto diante de todos os percalços que a equipe passou em todo o ciclo olímpico, em especial a piloto Fabiana dos Santos. Ela bateu na trave na classificação olímpica em 2010, teve um grave acidente em 2011 e depois toda a crise política. Uma guerreira e tanto. 

Depois, no fim de semana, o time masculino também secará alguns rivais. Dentro da zona de classificação desde o início da temporada, a missão deles é um pouco mais fácil, por assim dizer. 

A Holanda, que disputará a última etapa da Copa do Mundo no dia 19, não pode ficar entre os oito primeiros (na etapa anterior ficaram na longínqua 16ª posição). A Eslováquia disputará duas etapas da Copa Europa nos dias 18 e 19 e não pode pegar dois oitavos lugares. Já a Polônia, mais distante no ranking, não pode ficar entre as cinco melhores nas duas provas. 

Depois de tantos meses de indefinições e aperto com o time de bobsled, eles merecem que a sorte jogue a favor também. A expectativa é grande por uma delegação recorde do Brasil nos Jogos!

Um comentário:

  1. BOAS NOTICIAS PARA O BRASIL - UPDATE: MUDANÇAS NO RANKING FAVORECEM O BRASIL E A COREIA DO SUL NO BOBSLED FEMININO

    A FIBT decidiu mudar hoje a pontuação das duas Copas America em Lake Placid, EUA. Pelo regulamento a piloto Brasileira (Fabiana Santos) conquistou 50 pontos (em cada competição) pelo 1 lugar conquistado. Isso aconteceu porque na competição apesar de terem participado 8 equipes, apenas 5 conseguiram finalizar a competição e consequentemente o ranqueamento.

    Pelo regulamento Internacional existem duas Tabelas de Pontuação (Pag. 29 do Regulamento da FIBT): uma para competições de até 7 equipes ranqueadas, e outra para competições para mais de 7 equipes ranqueadas.

    Hoje FIBT decidiu mudar a pontuação do Ranking dessas duas competições em Lake Placid, concedendo pontos da Tabela de Pontuação para competições de mais de 7 trenós, apesar de apenas 5 equipes terem tido ranqueamento na competição.

    Isso significa que o Brasil ao invés de marcar 50 pontos em cada competição, marca agora 120 pontos por competição! Uma diferença que tirou a equipe Brasileira da 35a colocação do Ranking para a 22a colocação, colocando o Brasil em condições de qualificação Olímpica.

    Essa decisão é muito boa para o BRASIL e para a COREIA DO SUL, mas por outro lado prejudicaram as equipes da ITALIA e da ROMENIA, que estão na luta pela vaga.

    Estamos muito felizes pela Fabiana e sua equipe, pois essa mudança na pontuação dá a ela AGORA chances reais de qualificação Olímpica, porém estamos preocupados com a possibilidade da Italia ou da Romenia reclamarem dessa mudança na pontuação de Lake Placid.

    Vamos acompanhar essa história! Boa sorte ao Brasil!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.