Estreou!

Lais e Josi (Reprodução/Facebook)

Queria muito ter visto ao vivo. Estar na arquibancada, poder ver os saltos de perto. Mas não sou rico, longe disso. Portanto tive que ficar aqui em Bauru, na internet, caçando vídeos e resultados das estreias de Lais Souza e Josi Santos no esqui livre aerials.

Após cinco meses de treinamentos e adaptação ao novo esporte e à neve, as brasileiras participaram da Copa Europa da modalidade nesta quinta-feira em Ruka, na Finlândia. Elas buscam os pontos necessários para poderem participar da Copa do Mundo e tentarem a vaga olímpica em Sochi. 

Por ser a primeira competição, por ser um esporte totalmente novo para as atletas, é óbvio que o resultado é o que menos importará no momento. Mesmo assim, houve uma ótima surpresa. 

Josi Santos terminou na 19ª posição nesta primeira prova, com uma nota de 95.38 pontos. Ela conquistou 47 pontos na sua primeira apresentação e 48.38 na segunda. 

Lais terminou na 22ª e última posição. A nota da brasileira foi de 79.10 pontos, sendo 42.20 na primeira apresentação e 36.90 na segunda. A australiana Danielle Scott venceu o primeiro dia de disputa do esqui aerials na Finlândia com 166.79 pontos (88.20 na primeira apresentação e 78.59 na segunda). 

"Elas foram bem para a primeira prova e acertaram o primeiro salto, mas a Laís aterrissou um pouco desequilibrada. Na segunda descida, Josi chegou sem equilíbrio e Laís não conseguiu boa aterrissagem. Os treinos foram ótimos, mas ainda há espaço para evolução. Estou ansioso para amanhã a muito empolgado para o restante da temporada", comentou o técnico Ryan Snow na matéria do Globoesporte.com (clique aqui para ver). 

Pelo que entendi, elas precisam de 50 pontos FIS para conquistarem o direito de participar da Copa do Mundo de esqui aerials e, assim, sonhar com a vaga olímpica. Com as posições obtidas neste primeiro dia, Josi conquistou 12 pontos e Lais nove. 

Mas ainda tem o segundo dia de competições nesta sexta-feira. As brasileiras retornam à pista finlandesa para aprender, evoluir e sonhar. Tudo nesta ordem. O Brasil Zero Grau segue de olho em todos os passos das atletas.

No esqui alpino

Quem também competiu nas modalidades de neve nesta quinta-feira foi a esquiadora alpina Maya Harrisson. A brasileira esteve presente na prova de slalom em Moso in Passiria, na Itália. 

Ela, porém, não conseguiu somar pontos na classificação final. Maya não conseguiu completar a primeira descida e ficou de fora do restante da prova. A italiana Nicole Agnelli venceu com 1min26seg56. 

Chiara Marano também iria competir a prova, mas desistiu por conta da micro fatura na mão. Ela resolveu voltar para sua casa e ir no médico. A expectativa dela é poder competir no fim de semana. Como se sabe, Chiara e Maya disputam ponto a ponto a vaga olímpica do Brasil no esqui alpino feminino. 

Sonho olímpico, mas de 2018, que move os irmãos Alborghetti. Esmeralda e Nathan estão na Áustria desde a semana passada. Eles intensificam os treinamentos de Super G e Downhill, duas das provas mais difíceis do esqui alpino e pouco tradicionais no Brasil.

Nos próximos dias, eles embarcam para a Itália, onde participarão de algumas provas regionais até a disputa do Troféu Borrufa, no fim de janeiro. 


Agenda

Voltando ao serviço de agenda, amanhã duas lendas dos esportes de inverno do Brasil participarão de provas de Copas do Mundo. 

A carioca Isabel Clark fará sua estreia na temporada olímpica na etapa de Montafon (Áustria) da Copa do Mundo de Snowboardcross. A brasileira competirá nas classificatórias nesta sexta-feira e tentará vaga para a final, no sábado. 

Também na Áustria, mas em Hochfilzen, a mineira Jaqueline Mourão participará da prova de sprint 7,5 quilômetros da segunda etapa da Copa do Mundo de Biatlo. Ela será a 68ª na largada, uma posição a frente da campeã mundial Tora Berger, da Noruega. É a primeira participação da brasileira no torneio nesta temporada olímpica.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.