Prodígio

Cornelius Grahn em prova Children (Reprodução/Facebook)

Dias atrás listei dez nomes que levarão os esportes de inverno do Brasil no futuro. Listei dez, mas admiti que muitos nomes poderiam ficar de fora. E ficaram. Cornelius Grahn, brasileiro nascido em Teresina (Piauí) e que mora em Ostersund, Suécia, acaba de fazer história no esqui alpino. 

Em sua primeira prova oficial na carreira, ele marcou nada menos do que 54.31 pontos FIS em Funaesdalen, na Suécia, numa disputa de slalom gigante. É, de longe, a melhor estreia de um brasileiro no esqui alpino. 

O desempenho o colocou na 22ª posição entre os 84 atletas que completaram as duas descidas. O tempo acumulado do brasileiro foi de 2min02seg17 - o vencedor da prova foi o esloveno Andraz Reich-Pogladic, com 1min58seg12. 

Hans Cornelius Grahn tem 17 anos e é mais um achado da CBDN, que vive garimpando possíveis atletas para integrar o futuro das equipes brasileiras. Se mantiver uma evolução de resultados, ele pode até disputar etapas da Copa do Mundo, que reúne a elite dos atletas mundiais. 

E ele também se credencia para uma boa "briga" que já surge para os Jogos Olímpicos de 2018, vejam só. Tobias Macedo e Francisco Nobre também estrearam nesta temporada. Além disso tem os irmãos Alborghetti (Esmeralda e Nathan), que também possuem bons resultados, e Fábio Guglielmini, que ainda se recupera de cirurgia no joelho e promete entrar forte para o próximo ciclo olímpico. 

Como se vê, o processo de garimpo sempre rende frutos. Dessa forma, daqui alguns anos, terei que fazer uma lista com vinte, trinta nomes para ficarmos de olho. 


Mais provas

Por falar em bom resultado, Chiara Marano nem teve tempo de comemorar o recorde pessoal em Davos e já se prepara para uma nova prova: neste sábado ela disputará uma competição de slalom em Monte Croce. 

Chiara antes da prova em Davos (Reprodução)
Ela está feliz da vida com os últimos resultados. "Finalmente estou começando a ter boas sensações em competições também, e não so nos treinos. Nos Gigantes de Davos-Suíça fui bem. Amanha de volta as pistas pra competir Slalom em MonteCroce!!", escreveu a atleta em sua página no Facebook. 

No domingo Chiara competirá novamente no slalom em Monte Croce. Ela sabe que precisa convencer a todos que merece a vaga olímpica do esqui alpino feminino. E isso só com ótimos pontos e tempos até janeiro de 2014. 

Quem também deve competir neste fim de semana é Jhonatan Longhi. Praticamente garantido em Sochi, o atleta deve participar da prova de slalom gigante da Copa Europa em Trysil, na Noruega. Para ele, a meta é se preparar da maneira mais adequada para sua segunda participação nos Jogos Olímpicos de Inverno. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.