Começou!

Equipe brasileira inicia jornada rumo à Olimpíada (Reprodução)

Começou hoje, oficialmente, a temporada para a equipe brasileira de bobsled. Nesta segunda-feira foi aberta a pista de Calgary, no Canadá, para a primeira etapa da Copa América. O torneio soma pontos para quem busca uma vaga olímpica em Sochi. 

Ao todo o Brasil participará de dez etapas do torneio continental. Os sete melhores resultados serão levados em conta para o ranking. Como você viu aqui, o cálculo brasileiro é terminar entre os trinta melhores e contar com as realocações que certamente acontecerão. 

A primeira das etapas que começou hoje terá três dias de treinamentos oficiais, com cada equipe podendo fazer duas descidas para conhecer melhor a pista (nesta segunda-feira foi a vez do quarteto masculino). Na quinta-feira começa as competições, indo até sábado. 

A confiança é realmente grande entre os integrantes da equipe e membros da CBDG. Desde que foi realizada a primeira seletiva, lá em janeiro, o planejamento seguiu o seu cronograma ao pé da letra e manteve uma evolução constante. Ainda mais com o apoio da Associação Canadense de Bobsled, parceiro oficial da CBDG desde outubro. 

Uma classificação olímpica continua improvável, mas seria um prêmio e tanto para todos os atletas brasileiros que acreditaram neste projeto e estão no Canadá há um mês (alguns estão 45 dias no hemisfério norte). 

Depois desta primeira etapa, o bobsled brasileiro viaja para EUA onde participará das outras nove etapas em Utah e Lake Placid. O Brasil Zero Grau estará de olho em todos os passos brasileiros na Copa América de Bobsled ao longo desta semana.


De fora

Se o time de bobsled segue firme e forte na busca olímpica, Leonardo Raschini no luge não tentará mais a vaga olímpica. Por motivos particulares ele abriu mão da temporada que poderia classificá-lo pela primeira vez aos Jogos de Inverno. Neste fim de semana acontecerá a primeira etapa da Copa do Mundo da modalidade.

Problema particular precisa ser respeitado e entendido. Mas é uma pena que ele tenha que abrir mão desse sonho agora. Depois de ter conquistado o primeiro ponto na temporada passada, faltavam apenas mais quatro para ele carimbar o passaporte (bastaria completar quatro provas da Copa das Nações). Enfim, que no ciclo de 2018 ele possa brigar para valer pela vaga olímpica. 

(PS: o Blog pede desculpas pelos dois dias sem posts neste fim de semana, mas foi por um motivo justo: estava produzindo material exclusivo! Em breve mais matérias exclusivas para os leitores!)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.