Último evento

Ao que tudo indica, começa nesta segunda-feira o último evento nacional organizado pela CBDN nesta temporada sul-americana. De acordo com a newsletter de agosto da entidade, acontecerá em Bariloche, na Argentina, o Campeonato Brasileiro de Biatlo paralelo à Copa Sul-Americana. 

É o último dos eventos que reuniram praticamente todos os atletas nacionais que competem em modalidades na neve. Mas pelo visto a competição ficará um pouco esvaziada nesta temporada. 

Nem tanto pela pouca divulgação nos meios oficiais da confederação (confesso que vi apenas no newsletter a confirmação das datas do campeonato). Mas também por ter apenas Fabrizio Bourguignon confirmado na disputa. 

O principal nome do Brasil na modalidade, Jaqueline Mourão, já está praticamente confirmada nas próxima edição dos Jogos Olímpicos e deverá focar na temporada do hemisfério norte, a partir de novembro. 

Leandro Ribela, que iniciou o desenvolvimento do biatlo com a CBDN, está focando no esqui cross-country, onde ele também deve confirmar a vaga nas próximas Olimpíadas. Mirlene Picin, que acumula medalhas nessas competições, também não se inscreveu. 

Em todo caso, nesta semana teremos mais novidades com relação ao Brasileiro de Biatlo. Afinal de contas, apesar desse cenário, o futuro é promissor com a participação de Gabriela Neres em provas adultas nos próximos meses. 

No Chile

Enquanto isso, Chiara Marano foi para El Colorado, no Chile, disputar mais uma prova do Sul-americano de esqui alpino. Neste sábado ela competiu no slalom gigante em busca de melhorar sua marca para os Jogos Olímpicos. 

A brasileira terminou na 31ª posição dentre 34 competidoras que completaram as duas descidas. Ela fez o tempo de 2min08seg76 e 148.81 pontos FIS. A vencedora foi a russa Elena Yakovishina, com 1min52seg37 e 19 pontos FIS. 

Os esquiadores do Brasil seguirão competindo em provas da América do Sul até o fim de setembro. A partir de novembro começa a temporada do hemisfério norte e a CBDN tem até novembro para confirmar o representante masculino e feminino para os Jogos de Sochi. 

Preparação

Paralelo a isso, as ginastas Laís Souza e Josi Santos voltaram ao Brasil no fim de agosto para um período de descanso. Elas estavam no Canadá, onde iniciaram um training camp no esqui livre aerials e tentarão uma improvável vaga olímpica no ano que vem.

Tanto que em setembro elas retornam para o país norte-americano e intensificarão as atividades com o técnico Ryan Snow. Pelo que parece, as duas demonstram uma evolução muito grande e empolgam a direção da CBDN em busca de mais uma classificação olímpica.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.