Problemas

Fabrizio Bourguignon (reprodução/Facebook)

Se nos esportes de verão o clima já atrapalha provas de atletismo, ciclismo, entre outras abertas, imagina então em esportes de inverno. O excesso ou a falta de neve, neblinas, ventos... tudo isso interfere na participação dos atletas e ajuda a criar zebras e lendas. 

Foi o que aconteceu ontem na primeira prova do Campeonato Brasileiro de Biatlo, realizado em Bariloche, na Argentina. Fabrizio Bourguignon é o representante nacional na disputa, que acontece simultaneamente com a Copa Sul-Americana da modalidade. 

De acordo com relatos da CBDN em sua página oficial no facebook, as condições climáticas na cidade argentina não foram as mais agradáveis. Os atletas enfrentaram neblinas, o que dificulta e muito a prova do tiro (como se sabe, o biatlo é composto de uma prova de cross country com paradas para o disparo de tiros com um rifle). 

Além disso o tempo está instável. A ponto da prova que aconteceria sexta-feira ser transferida para esta quinta, dia 5, sem tempo de descanso para todos os praticantes.

Não tenho os resultados detalhados do atleta brasileiro, integrante do Exército. Sei apenas que ele conseguiu uma marca de 16,13% na prova de 20 quilômetros (no biatlo a marca é calculada de acordo com o seu tempo comparado à média dos três primeiros colocados. Ou seja, o tempo de Fabrizio foi 16,13% superior à média dos tempos dos integrantes do pódio).

Hoje acontecerá a prova de sprint, com mais dez quilômetros para o brasileiro completar. Espero, até lá, obter mais detalhes da primeira prova. O Blog seguirá de olho!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.