Campeão Brasileiro

Meninos do projeto Ski na Rua (Reprodução/Facebook)

Começou nesta sexta-feira, em Ushuaia (Argentina) o Campeonato Brasileiro de Cross Country e Leandro Ribela mostrou mais uma vez porque merece a vaga olímpica do Brasil em Sochi. Ele conquistou a medalha de ouro nos 10 quilômetros em técnica livre e ainda pulverizou o recorde brasileiro. 

Leandro conquistou 178.59 pontos FIS (não esquecendo que no esqui quanto menos pontos tiver, melhor). Leandro Lutz foi o segundo colocado nacional com 186.59 pontos (uma ótima marca, por sinal) e Fabrizio Bourguignon ficou em terceiro com 317.49. 

A prova aconteceu paralela à Copa Sul-americana. Na competição internacional, Leandro Ribela ficou com a medalha de bronze, atrás do argentino Federico Cichero e do chileno Pedro Beltran. 

O mais importante, porém, foi quebrar o recorde brasileiro novamente. Ele abaixou em 20 pontos o recorde que era dele mesmo e foi conquistado em fevereiro deste ano. O desempenho sacramenta ainda mais a vaga para os Jogos de Sochi - Leandro já garantiu o índice B tanto em Sprint quanto em Distance e deverá optar pelas provas de Sprint nas Olimpíadas. 

Esta edição do Campeonato Brasileiro de Cross Country já entrou para a história do esporte de neve do Brasil. Além dos atletas que participaram do Brasileiro, quatro jovens promessas participaram da prova pela primeira vez. 

Os homens Caio Moreira, Paulo Santos e Vitor Melo, do Projeto Ski na Rua, de Leandro Ribela, e a brasiliense Gabriela Neres estiveram também em Ushuaia. A jovem foi campeã brasileira nos cinco quilômetros. Na prova júnior entre os homens, Paulo Santos foi o campeão, com Vitor em segundo e Caio em terceiro. 

"Todos evoluíram no geral. Em relação aos garotos, temos muito a trabalhar e melhorar, mas foi uma boa estreia para eles. Estou muito contente por eles e com a realização do primeiro Brasileiro Júnior", comentou Leandro Ribela no site da CBDN.

Sábado acontecerá a prova de Sprint na técnica clássica. O Brasileiro de Cross Country termina no domingo, com a prova de 10 quilômetros em técnica clássica. O Blog dá os parabéns a todos pelo resultado. 

No esqui alpino

Também na Argentina, mas em Chapelco, a equipe de esqui alpino do Brasil também participa de algumas provas para entrar no ritmo antes da disputa do Brasileiro, que acontecerá apenas no fim deste mês. 

Tobias Macedo e Jhonatan Longhi no masculino e Chiara Marano e Maya Harrisson no feminino participaram de uma corrida de slalom gigante nesta sexta-feira e deverão participar de outra corrida da categoria no sábado. 

Entre os homens Jhonatan Longhi comprovou a boa fase e foi o melhor brasileiro, com a 18ª posição geral (ainda ficamos muito atrás de argentinos e chilenos). Nas duas corridas ele conquistou o tempo de 2min08seg57 e 65.46 pontos FIS. Tobias Macedo foi o 50º, com o tempo de 2min16seg78 e 125.11 pontos. Ao todo 59 competidores completaram as duas descidas. O argentino Cristian Javier Birkner venceu com 2min02seg49 e 21.28 pontos

Entre as mulheres, Maya Harrisson demonstrou estar totalmente recuperada de uma séria lesão. Esta foi a primeira prova dela desde o primeiro semestre de 2011 e a brasileira terminou na 15ª posição com o tempo acumulado de 2min11seg38 e 57.15 pontos FIS. Chiara foi a 34ª, com 2min17seg50 e 100.17 pontos. A argentina Julieta Quiroga venceu com 2min06seg59 (23.47 pontos) e 41 competidoras completaram as duas descidas. 

Chiara Marano já havia competido em La Hoya, mas infelizmente não encontrei os resultados oficiais da prova. Eles deverão participar de outras provas neste mês, na temporada sul-americana. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.