Aclimatadas!

Três atletas do Brasil embarcaram para o Canadá a fim de se adaptarem, aclimatarem e se desenvolverem em diferentes modalidades dos esportes de inverno. O pensamento delas é bem simples: tentar melhorar e conseguir a vaga para os Jogos de Sochi, no ano que vem. De certa forma, elas estão conseguindo.

As ginastas Lais Souza e Josi Santos completaram uma semana em Whistler, no Canadá, onde treinam o esqui aerials, nova modalidade da CBDN. Já Fabiana dos Santos, que também compete no atletismo, completou um mês em Calgary, também no Canadá, onde intensifica os treinos no bobsled feminino.

Novidade

Josi Santos e Lais Souza (Divulgação/CBDN)
Para Lais Souza e Josi Santos tudo ainda é novidade. Sem nenhuma experiência no esqui, elas correm para se acostumarem ao novo esporte a tempo de disputar provas em dezembro e janeiro e tentar confirmar a participação olímpica.

Porém, mesmo assim, elas surpreendem o técnico norte-americano Ryan Snow, contratado pela CBDN para trabalhar e difundir a modalidade.

"Foi ótimo! É um pouco difícil, mas logo já peguei o jeito da coisa. Descendo a primeira vez na pista com o Ski já pude ter uma noção de como será o Aerials na realidade", confirmou Lais Souza ao site da entidade.

Josi também gostou das primeiras experiências. "Foi uma sensação incrível. É tudo delicioso. Posso dizer que estou encantada". Tão encantada que a ajudou a diminuir a saudade no último domingo. Ela completou 29 anos e comemorou longe de seus familiares. "Comemoramos e eles cantaram parabéns para mim em inglês. Fizeram eu me sentir em casa. É como uma nova família".

O norte-americano Ryan Snow gostou do que viu. Apenas algumas mudanças nas técnicas das acrobacias (pelo que entendi as ginastas usam as mãos para tentar realizar os saltos, algo que não é necessário no esqui) e elas já estarão prontas para o desafio. 

"As duas estão se dando muito bem. A evolução diária é impressionante. Estou muito feliz com o andamento das coisas", afirmou.

Experiência

Fabiana e o técnico Cristiano Paes (Divulgação/Contrapé de Jornalismo)
No caso de Fabiana dos Santos, o bobsled não é algo tão novo assim. Ela já esteve perto da vaga olímpica em 2010, mas sempre tinha dividir o esporte com o atletismo, sua especialidade. Algo que não acontecerá nesta temporada olímpica. 

Ela ficará cinco meses no Canadá com o técnico Cristiano Paes, da equipe brasileira. Lá, Fabiana poderá aperfeiçoar suas técnicas, conhecer mais do esporte e poder focar apenas na vaga olímpica em Sochi. 

"Posso dizer que Calgary-Alberta é minha nova casa. Infelizmente, no Brasil não tinha onde treinar e hoje estou no lugar certo e com o treinador certo. Há muitos anos tenho vontade de morar fora, um desejo enorme de falar inglês e ter condição de treinar", confirmou a atleta no release divulgado pela agência Contrapé de Jornalismo.

A partir de setembro ela ganhará a companhia da equipe brasileira inteira, incluindo aí os seis homens e as outras duas mulheres. O time fará uma temporada intensiva para tentar a vaga olímpica e disputará várias provas no Canadá e Estados Unidos. 

"Sei que tenho muito para melhorar, mas em pouco tempo posso dizer que já estou mais confiante. Os atletas no Brasil estão treinando também e quando juntarmos novamente o grupo, espero passar para eles um pouco do que estou aprendendo", comentou. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.