Mais uma seletiva olímpica no Brasil

Em janeiro você leu aqui e viu várias matérias em diversos veículos de comunicação sobre a seletiva realizada pela CBDG e o Clube Paulista de Desporto no Gelo para remontar a equipe brasileira de bobsled, que correria contra o tempo para tentar a vaga olímpica em Sochi, no ano que vem. 

Bom, quatro meses depois foi a vez da CBDN anunciar que também organizará uma seletiva para buscar uma atleta que queira se arriscar no esqui aerials, uma categoria do esqui livre. A meta é ousada: realizar training camps entre junho e novembro nos EUA e Canadá e participar de provas classificatórias em dezembro. 

Se em janeiro já era pouco tempo para tentar a vaga olímpica, imagina então tornar uma atleta olímpica em praticamente dez meses. O que surpreende ainda mais partindo da CBDN, que sempre manteve pés no chão e estipulou vaga olímpica para o esqui livre apenas em 2018. 

Mas a confederação sabe muito bem o que está fazendo. Tanto que a seletiva será coordenada por Ryan Snow, treinador norte-americano medalhista de prata na modalidade em 2010 e novo técnico da entidade - ele, aliás, passou despercebido por praticamente toda a imprensa na festa de encerramento da CBDN. 

Então vamos lá para mais detalhes da seletiva. Ela irá acontecer já no dia 31 de maio na cidade de São Roque, aqui mesmo no estado de São Paulo. É aberta apenas para mulheres e será feita uma pré-seleção pela internet. As interessadas devem entrar no site da confederação (aqui), baixar o formulário, preenchê-lo e enviar por e-mail para comunicacao@cbdn.org.br até 28 de maio, dia em que as selecionadas serão informadas. Se você tiver alguns vídeos de acrobacias, também pode incluir os links no e-mail.

A seletiva é aberta a todas, mas da mesma forma que avisei no evento do bobsled, não se inscreva se você realmente não tiver fôlego de atleta. Afinal de contas, os testes serão para atletas de alto rendimento.

Não conhece o esporte? Pois então saiba que é uma categoria do esqui livre, modalidade mais radical dos Jogos de Inverno. O Aerials consiste em saltos acrobáticos com o esqui que serão avaliados por juízes. Quem tiver a maior nota, vence. Por isso que na seletiva serão feitos exercícios de equilíbrio e acrobacias numa cama elástica. 

Bom, para as meninas que forem competir, desejo boa sorte. Não é todo dia que podemos nos tornar um atleta olímpico. 

Veja um vídeo da chinesa Xu Mengtao, líder do ranking de Esqui Aerials feminino: 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.