Sem descanso

Carreira de atletas de esqui alpino não tem muito sossego realmente. Mal participam de uma prova num alpe italiano e lá vem mais e mais provas em vários locais espalhados pela Europa. Agora imagina essa situação na temporada pré-olímpica. 

Pois é, não é fácil para ninguém. Muito menos para atletas brasileiros, oriundos de um país sem incidência de neve e que precisa dobrar os custos para ter uma preparação decente e sonhar com a vaga olímpica. 

Por isso que Jhonatan Longhi e os demais membros do time brasileiro de esqui alpino não param nesta reta final de temporada pré-olímpica, onde os pontos já serão levados em conta para a convocação nos Jogos Olímpicos de Sochi, em fevereiro de 2014. 

Reprodução/Facebook
Jhonatan mesmo já competiu nesta segunda-feira após descansar no fim de semana. O brasileiro está em Val Thorens, na França, para a disputa de um campeonato nacional. Nesta segunda ele participou da prova de Super Gigante e ainda descerá pelo slalom especial e slalom gigante nos próximos dias.

Como o Super Gigante não é a modalidade mais desenvolvida pelos atletas brasileiros, ele não conseguiu repetir o ótimo desempenho das últimas provas. Mesmo assim, terminou em 20º, na frente de outros 16 atletas que completaram a descida.

O tempo de Jhonatan foi de 1min18seg86 com uma pontuação FIS de 127.22, marca boa, mas que pode melhorar ainda mais. O vencedor da prova foi o britânico Bradley Morgan, com 1min13seg67. 

Chiara Marano nem esperou o fim de semana passar. Neste domingo a jovem esteve presente numa disputa júnior de slalom gigante em Claviere, na Itália, e terminou na 37ª posição, com o tempo de 2min27seg40 e 160.99 pontos FIS. A brasileira ficou na frente de nove atletas italianas que completaram as duas descidas. 

Mesmo assim, a marca está longe dos melhores desempenhos de Chiara nesta temporada. Se cabe algum motivo de alegria, foi o fato dela ter ficado à frente da competidora argentina, que não conseguiu completar a primeira descida. A vencedora da prova foi a italiana Valentina Cillara Rossi (sugestivo nome), que fez o percurso em 2min08seg61. 

Infanto-juvenil

Quem também esteve competindo em provas de esqui alpino nos últimos dias foi a jovem promessa Michel Macedo, de apenas 14 anos. O brasileiro compete em provas regionais nos Estados Unidos e neste fim de semana esteve na disputa do Aberto Skyliner, em Mt. Bachelor, no Oregon. 

Os resultados não poderiam ter sido melhores. Na sexta-feira (dia 5), ele competiu na prova de Super Gigante e conquistou a medalha de ouro na categoria sub-16 ao conquistar o tempo de 1min15seg42, ficando atrás apenas de Timothy Hill, da categoria adulta, na classificação geral. 

No sábado (dia 6), Michel foi o quarto colocado no slalom gigante, mas novamente o primeiro na categoria sub-16 com o tempo combinado de 1min28seg30, pouco mais de um segundo atrás de Hill, novamente o vencedor da prova. 

Por fim, no domingo (dia 7), o jovem novamente ficou na quarta colocação geral do slalom especial e na segunda posição na categoria sub-16, atrás de Tanner Lujen, que foi o terceiro geral. O brasileiro teve o tempo de 1min32seg50, um segundo atrás do seu rival, o que impediu uma tripla conquista na neve norte-americana. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.