Surpreendente

Sempre digo que ver a carioca Isabel Clark no top 20 do snowboardcross não é nenhuma surpresa. Faz anos que a atleta ocupa esta posição no ranking. Surpreendente é vê-la no Top 10 ou até mesmo top 5 do snowboard mundial. 

E aí, já curtiu a página do Blog Brasil Zero Grau no Facebook?

Isabel Clark, no centro (Reprodução/Facebook)
Foi o que aconteceu nesta sexta-feira, nas eliminatórias para a final da Copa do Mundo da modalidade em Arosa, na Suíça. Isabel conquistou nada menos do que o quinto tempo logo na sua primeira descida, com 1min01seg58 e ficou a um segundo da líder, a francesa Nelly Loccoz. 

Nas eliminatórias, cada atleta faz duas descidas e os 24 melhores tempos garantem vaga para a decisão, que será neste sábado a partir das 8h no horário de Brasília. 

Mesmo com um tempo excelente, ainda acho que a briga por medalha será improvável. Até porque na final o sistema de disputa muda. Serão quatro baterias com seis atletas nas quartas de final e somente as três melhores avançam para as semifinais e depois a final. 

Isabel terá o privilégio de pegar atletas com tempos piores na sua bateria, mas isso não é uma vantagem numa largada coletiva, como será o caso. Há sempre a chance de acontecer algum imprevisto como tombos ou encontrões e que possam prejudicar sua corrida. 

A conferir. O fato é que Isabel Clark já mostrou que tem talento de sobra não só para entrar no top 5 de uma etapa da Copa do Mundo, como também conquistar uma inédita medalha para os esportes de inverno do Brasil. A torcida deste blog será grande! Boa sorte, Isabel. 

Não deu (1)

Lucas Vianna (Reprodução/Facebook)
Se Isabel surpreendeu pela como foi à final no snowboard, o jovem Lucas Vianna não conseguiu superar os prognósticos e foi eliminado na eliminatória do slopestyle no Mundial de Esqui Livre em Voss, na Noruega. O brasileiro competiu nesta sexta-feira. 

Mais uma vez ele pecou pela ousadia logo na sua primeira apresentação. Lucas não conseguiu executar as manobras e sofreu uma queda, comprometendo sua nota (4.8 na média). Assim, ele optou por uma segunda apresentação mais conservadora e conseguiu apenas 34.2, insuficiente para classificá-lo à final. 

Na sua bateria a melhor nota foi para o britânico James Woods, que conseguiu 92 pontos. A melhor nota do dia, porém, foi do norte-americano Nicholas Goepper, que conseguiu incríveis 94.2. 

Apenas os seis melhores de cada uma das duas baterias avançavam para a final e, por isso mesmo, seria uma façanha caso Lucas conseguisse uma das vagas. Ele foi o 26º na sua bateria e o 51º na classificação geral, na frente de outros nove atletas. 

O importante para o brasileiro é continuar somando pontos no ranking internacional. Lucas corre por fora por uma das vagas do slopestyle no esqui livre em Sochi-2014. A modalidade estreará no programa olímpico no ano que vem. 

Não deu (2)

Esmeralda e Tamara Gisem (Divulgação/Bendita Ideia)
Quem também sucumbiu nesta sexta-feira foi a jovem Esmeralda Alborghetti. Ela competiu na prova de slalom especial na abertura do Troféu Topolino, o principal torneio infanto-juvenil de esqui alpino em todo o mundo. 

A brasileira, porém, não conseguiu completar a prova. Após uma primeira descida onde ela cometeu um deslize, Esmeralda terminou na 52ª posição entre 80 competidoras. Uma ótima marca se levarmos em conta que se trata de um país tropical. Mas na segunda descida ela não conseguiu completar o percurso e não entrou na classificação final. 

Nem dá tempo para ela se lamentar, contudo. Neste sábado Esmeralda volta à neve italiana para competir no slalom gigante, encerrando assim sua participação no Topolino. O Blog deseja boa sorte à jovem neste desafio!

Agenda

Jaqueline Mourão durante prova (Reprodução/Facebook)
Além das provas de Isabel Clark e Esmeralda Alborghetti, você também pode acompanhar a participação da mineira Jaqueline Mourão na última prova de Biatlo nesta temporada. A brasileira disputará a prova de Sprint 7,5 quilômetros na Copa do Mundo em Sochi, na Rússia. 

A prova é mais um evento-teste para avaliar o local que sediará os Jogos Olímpicos no ano que vem. Para Jaqueline representa também o fim de uma temporada muito boa, onde ela conquistou feitos e segue na briga por uma inédita vaga olímpica no biatlo. 

Ela já competiu neste local na quinta-feira, na prova de 15 quilômetros, e relatou todos os perrengues pelo qual passou desde sua ida à Rússia (você pode conferir no blog da atleta, clicando aqui). Enfim, nem isso é capaz de tirar o foco de Jaqueline pelo visto. O Blog deseja boa sorte à brasileira. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.