O sonho segue vivo!

Quarteto brasileiro em ação (Reprodução/Facebook)

Acredito que nunca antes o Brasil teve bons motivos para comemorar uma oitava posição como a obtida pela seleção brasileira de bobsled no último domingo, em Lake Placid (EUA), pela Copa América da modalidade. 

Foi esta colocação que manteve o sonho olímpico vivo para o quarteto masculino, remontado às pressas neste ano para correr contra o tempo e buscar a vaga em Sochi, no ano que vem. 

A pressa se faz necessária. Além da pontuação no ranking, uma equipe de bobsled precisa disputar no mínimo cinco provas em três pistas diferentes e por duas temporadas. E como a próxima já é considerada temporada olímpica, era agora ou nunca para o selecionado brasileiro. 

Em dois meses a equipe foi montada através de uma seletiva, embarcou para o Canadá onde realizou a adaptação ao gelo e competiu na última etapa da Copa América. Mas como nada é perfeito, novos problemas apareceram. 

As duplas femininas e masculinas não tiveram tantas dificuldades e conseguiram completar suas descidas no torneio, credenciando assim a busca pela vaga olímpica. Com relação ao quarteto, a situação mudou. No primeiro dia de provas, o trenó brasileiro (na verdade o australiano, que foi alugado) tombou. 

Assim, o time tinha que competir no último dia do evento. Caso contrário, o sonho olímpico seria adiado para a equipe masculina. A oitava posição conquistada na prova foi muito comemorada pela CBDG e o técnico Cristiano Paes. 

"Era a última competição, a última chance de conseguir a qualificação para seguir na disputa da vaga olímpica no fim do ano. A pressão era muito grande", comentou Edson Bindilatti pelo release distribuído pela agência Contrapé de Jornalismo. 

Não bastasse isso, a equipe teve que substituir às pressas Jadel Gregório do quarteto. Não que ele tenha desistido ou faltava talento. Pelo contrário. Como o trenó era muito pesado (até por ser de qualidade inferior), Jadel ficava muito apertado e estouraria o limite de peso estipulado em 630 kg. 

Com a primeira parte da missão cumprida, a seleção voltará ao Brasil para um novo período de treinamentos físicos, sempre orientado pelo técnico Cristiano Paes, que já agendou viagens ao país. A partir de setembro, com o início da temporada norte-americana, a seleção volta ao Canadá para completar as exigências olímpicas e conseguir recolocar o bobsled brasileiro nos Jogos Olímpicos. O Blog deseja boa sorte aos brasileiros na empreitada. 


Torcida

Isadora Williams (Reprodução/Facebook)
Quem embarca nesta segunda-feira para o Canadá também em busca da vaga olímpica é a brasileirinha Isadora Williams. A atleta irá para London onde acontecerá o Mundial Sênior de Patinação Artística no gelo. 

No evento, serão distribuídas 24 vagas para os Jogos de Sochi, no ano que vem. Outras seis serão distribuídas em repescagem na Alemanha, em setembro, mas aí a concorrência será enorme. 

Todo a preparação de Isadora foi feita para esta semana. A brasileira de apenas 17 anos vem de uma temporada notável, inclusive com uma inédita medalha de bronze para o país na modalidade, no torneio Golden Spin em outubro de 2012. 

É claro que não será nada fácil, pois estamos falando de um evento onde as melhores do mundo estarão presentes. E convenhamos, para um país sem incidência de neve só de ter uma atleta levando a bandeira brasileira já uma façanha e tanto. 

Mas Isadora quer mais e já mostrou que pode conquistar mais. Por isso que o Blog pede a torcida de todos nesta semana para que a brasileira consiga esta inédita vaga olímpica. Na quinta-feira ela competirá no programa curto e, caso avance, disputará o programa longo no sábado. 

Se mesmo assim você acredita que ela não mereça sua torcida, assista então a reportagem feita pela TV Globo e exibida no Esporte Espetacular neste último domingo (você pode assistir clicando aqui). 

Veja toda a preparação e dedicação desta atleta em levar o nome do Brasil nas suas costas. Num mundo onde ídolos de barro são desmascarados, Isadora é um belo exemplo de dedicação e amor ao seu país de origem. Boa sorte, Isadora. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.