Não deu

Como tudo nessa vida, a ousadia também tem seu lado positivo e seu lado negativo. O lado bom, claro, é poder fazer algo diferente e novo do que seus concorrentes. O lado ruim é cometer excessos e não conseguir cumprir seus objetivos. 

Pois foi isso o que aconteceu com os esquiadores brasileiros nesta quarta-feira na Itália e Croácia. Tanto Jhonatan Longhi quanto Fábio Guglielmini não conseguiram completar as suas descidas em provas internacionais. Eles ainda buscavam melhorar seus desempenhos e se aproximar mais dos Jogos Olímpicos de Sochi. 

Tanta vontade não surtiu efeito, infelizmente. Jhonatan Longhi não conseguiu completar a segunda descida do slalom em Passo Rolle, na Itália, e não somou pontos para o ranking. O italiano Ricardo Tonetti venceu com o tempo acumulado de 1min33seg97. 

Fábio tampouco conseguiu ter algum sucesso em Zagreb, na Croácia. Novamente no slalom gigante, ele mais uma vez não conseguiu completar a segunda descida e não somou pontos no ranking, infelizmente. O atleta da casa Filip Zubcic venceu com o tempo de 1min39seg22. 

Jhonatan voltará a competir nesta quinta-feira em Passo Rolle, mas numa prova de Super G, que não é o forte dos esquiadores brasileiros. A temporada está em reta final, mas como todos os atletas possuem a intenção de abaixar suas marcas, eles devem competir mais um pouco antes da temporada sul-americana, em julho. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.