Troféus, medalha, superação e história

Fazia tempo que os esportes de neve do Brasil não tinham um fim de semana tão premiado como este último que passou. Foram vitórias na Itália e nos Estados Unidos, ótimo resultado na Sérvia e um brasileiro pronto para fazer história na Suécia. 

Ufa! Isso, aliado ao post abaixo sobre os feitos brasileiros em pistas de gelo, mostra apenas como este país sem incidência de neve leva jeito para esportes de inverno. Basta ter atletas determinados para os resultados surgirem. Imagina, então, quando tivermos estrutura... Bom, vamos às novidades!

Antes, curta a página do Blog Brasil Zero Grau no Facebook!


Troféus

Nathan Alborghetti (Divulgação Bendita Ideia)
O melhor desempenho veio lá da Itália com o jovem Nathan Alborghetti. Que temporada este rapaz está tendo! O atleta compete na categoria infanto-juvenil dois troféus em provas regionais, sendo um de ouro pela vitória e outro de prata pela segunda posição. 

Primeiro ele competiu no slalom da Coppa Aquilotto de esqui alpino. O troféu de campeão escapou por pouco, mais precisamente por três décimos de segundo. Nathan teve o tempo acumulado de 1min29seg53 e ficou atrás apenas de Sandro Tedeschini. 

Mas no Trofeo Flora Parogna a vitória não escapou. Com duas descidas fantásticas, o brasileiro foi o campeão com quase dois segundos sobre o segundo colocado. Uma eternidade no slalom! Ele fez 1min27seg98. Francesco Piras foi o segundo e Sandro Tedeschini, algoz no dia anterior, ficou em terceiro. 

Apesar da dificuldade da disputa (são essas provas que definem quem compete no campeonato italiano), vale lembrar que essas provas servem apenas de preparação para Nathan Alborghetti. 

Após conquistar quatro medalhas no Troféu Borrufa no fim de janeiro, ele se prepara para o Topolino ao lado de sua irmã, Esmeralda. O torneio acontecerá na Itália, em março, e é um dos principais celeiros do esqui alpino no mundo. Parabéns ao brasileiro pelas conquistas!

Medalha

Allana Leite (Reprodução/Facebook)
Teve título no snowboard também! Allana Leite competiu no último sábado na prova de slopestyle na terceira etapa do Aspen/Snowmass Series, um evento regional com snowboarders de várias idades nos Estados Unidos. 

A brasileira vem travando interessantes duelos com Ayla Angelo, outra competidora na categoria Senior (faixa etária entre 23 e 29 anos). Mas neste fim de semana não teve chances para a adversária. 

Logo na primeira apresentação ela conseguiu uma média de 54 pontos na sua nota. As duas descidas de Ayla não atingiram esse índice. Mesmo assim, a brasileira melhorou seu desempenho e conseguiu 63 pontos na segunda apresentação, assegurando de vez a medalha de ouro. 

O fato é mais legal porque Allana não estava 100% fisicamente, pois estava com o joelho machucado, como ela mesma confessou em sua página no Facebook! Uma das grandes revelações no Campeonato Brasileiro de Snowboard no passado, a brasileira voltará a competir no dia 9 de março! Parabéns, Allana!

Superação

Jhonatan Longhi (Reprodução/Facebook)
Nesta segunda-feira Jhonatan Longhi voltou a competir no esqui alpino após a disputa do Mundial da modalidade, neste mês. O brasileiro esteve na Sérvia, para disputa de um campeonato nacional, e mostrou que está totalmente recuperado das decepções no mundial. 

Ele conseguiu avançar para a disputa das finais no slalom gigante e slalom, mas não completou nenhuma prova logo na primeira descida das duas provas. Desempenho que ficou aquém do que o próprio atleta esperava realmente. 

Mas nesta segunda, ele se redimiu com um excelente resultado. Na prova de slalom gigante em Stara Planina, ele foi o 18º num total de 42 competidores que completaram as duas descidas. 

Seu tempo acumulado de 2min12seg38 foi muito bom e ficou menos de quatro segundos do vencedor da prova, o sérvio Marko Vukicevic. A pontuação do brasileiro também foi muito boa e beirou o recorde brasileiro, que pertence ao próprio Jhonatan. Ele conseguiu 68.10 pontos (lembrando sempre que no esqui quanto menos pontos tiver, melhor). 

O brasileiro já está em reta final nesta temporada. Depois disso ele deverá ter férias e irá se preparar para a disputa da temporada sul-americana, que começa tradicionalmente em julho. Parabéns, Jhonatan. 

História

Bandeira brasileira na Suécia (Reprodução/Facebook)
Tantos fatos positivos sopram ventos gelados de motivação para Fernando Aranha fazer história novamente no Brasil. O atleta participará nesta semana do Mundial Nórdico paralímpico, que envolve provas de biatlo e esqui cross country para portadores de deficiência física. 

Confesso que não sei qual prova Fernando irá disputar, mas ele já está em Solleftea, na Suécia, local das competições. Entretanto, como ele participa das provas de cross country, imagino que será nesta quarta-feira, mas ainda vou confirmar certinho. 

Esta não é a primeira vez que o atleta se destaca pelo seu pioneirismo. Ele foi o primeiro competidor paralímpico do Brasil a competir em provas de inverno ainda no ano passado. Ele, que almeja estar na disputa dos Jogos de Verão no Rio de Janeiro, em 2016, espera ganhar de bandeja a vaga olímpica no esqui cross country nos Jogos Paralímpicos de Inverno em 2014! O blog deseja boa sorte ao Fernando!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.