Schladming #1

O Mundial de esqui alpino, a mais charmosa modalidade de inverno na minha opinião, começou oficialmente nesta terça-feira. A competição irá até o dia 17 deste mês e serve de parâmetro para os Jogos Olímpicos de Sochi, que acontecem daqui um ano. 

Por conta disso, infelizmente começo o post com uma má notícia. A equipe brasileira, que seria composta por quatro integrantes, sofreu duas baixas de última horas. As mulheres Maya Harrison e Chiara Marano foram cortadas e apenas Jhonatan Longhi e Fabio Guglielmini representarão o país no torneio.

Maya vem de lesão desde a temporada passada e não conseguiu se recuperar a tempo para a disputa. Já Chiara não conseguiu confirmar o índice técnico e teve que abandonar o Mundial (por outra ironia do destino eu já havia feito uma entrevista com ela e perguntado sobre o evento - o material será reaproveitado mais para frente). 

Bom, enquanto os brasileiros não disputam, vamos à primeira disputa do Mundial, o slalom super gigante feminino. Quem acompanha este blog e os sites de notícias como o Globoesporte.com (que sempre traz boas matérias), sabe que a eslovena Tina Maze está voando nesta temporada. 

O primeiro pódio (Reprodução/Facebook)
Não deu outra. A atleta já começou com pé direito o Mundial e conquistou a medalha de ouro, aumentando suas conquistas só nesta temporada do hemisfério norte (ela lidera com folga o ranking da Copa do Mundo). 

A suíça Lara Gut finalmente brilhou. Ela venceu apenas uma etapa nesta temporada, apesar de ser uma das favoritas, mas no super gigante do Mundial ficou com a prata por apenas 38 centésimos de segundos. Já a norte-americana Julia Mancuso mostrou toda sua experiência. Ela também não fazia uma boa temporada, mas ficou com o bronze. 

O fato triste deste primeiro dia foi a lesão de Lindsey Vonn. Ela caiu numa das descidas, foi socorrida de helicóptero e o diagnóstico foi cruel: ruptura dos ligamentos do joelho e fratura na tíbia. É o fim da temporada para a norte-americana, que não conseguiu manter uma regularidade e vê o caminho para Sochi ficar mais complicado. 

O Mundial segue nesta quarta-feira com a disputa do Super Gigante feminino. Os brasileiros irão estrear apenas nos últimos dias, nas provas de slalom gigante e slalom especial. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.