Fim de semana histórico no gelo

Os próximos dias serão históricos para as modalidades de gelo aqui no Brasil. Após muito tempo, atletas de duas modalidades diferentes estarão competindo quase que simultaneamente em competições oficiais e até mesmo de importância no calendário internacional. 

Leonardo Alves (Reprodução/Facebook Ricardo Raschini)
Primeiro, Leonardo Alves estará em Sochi a partir desta sexta-feira, 22, para competir na última etapa da Copa do Mundo de Luge desta temporada. Ele participará da disputa individual, que deverá acontecer no sábado. 

Leonardo Raschini Alves voltou a competir no luge nesta temporada de olho nos Jogos Olímpicos de Sochi. Driblando a crise administrativa da Confederação Brasileira de Desporto no Gelo, ele já fez uma mini-temporada nos Estados Unidos e está na Rússia para a disputa da Copa do Mundo na pista que será utilizada para as Olimpíadas. 

E olhe que notícia boa. A Copa do Mundo de Luge terá transmissão do canal por assinatura Sportv, que detém os direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos. Não bastasse isso, o evento terá comentários de Ricardo Raschini, o primeiro brasileiro a competir no luge e tio de Leonardo! 

Quando ele ainda estiver analisando os resultados, a confederação ficará de olho em Milão, na Itália, onde começará o Mundial Júnior de Patinação Artística no gelo. Lá dois brasileirinhos competirão também de olho na vaga olímpica de Sochi. 

Luiz Manella entre os homens e Isadora Williams nas mulheres tem grandes chances de se tornarem Top 10 nesta edição do Mundial Júnior. Os dois tiveram grandes resultados nesta temporada e utilizarão o evento como um teste na caminhada até os Jogos. 

Isadora (Reprodução/Facebook)
Isadora, por exemplo, quer se preparar para a disputa do Mundial Adulto (ou Sênior, como bem me alertou a Federação do Rio de Janeiro de Patinação Artística no gelo). Ela está atrás de uma das 24 vagas que serão distribuídas no torneio. 

Caso não consiga, ela se juntará a Luiz Manella (e muito provavelmente Kevin Alves) na repescagem que acontecerá na Alemanha, em setembro. Serão as últimas seis vagas para Sochi. 

Luiz, inclusive, já se mostra totalmente recuperado de um corte que ele teve na véspera do Bavarian Open, torneio na Alemanha que aconteceu no início do mês. Veja o que ele postou em sua página no Facebook no último domingo:

"Ontem no meu treino voltei a saltar e ja realizei meu triplos inclusive triplo axel ,na quarta feira vou retirar meus pontos mas ate o proximo domingo estarei pronto para o mundial de juniors , obrigado a todos que torceram pela minha recuperacao :)" (sic)

Confesso que puxei pela memória, mas não me recordo de ver atletas brasileiros de duas modalidades de gelo competindo na mesma época em torneios importantes da temporada. Talvez em 2009, na temporada pré-olímpica de Vancouver. Mas não consigo me lembrar, realmente. 

Em todo o caso, este fim de semana é uma esperança a mais para quem torce pelo fim da crise da CBDG (ou pelo menos que não respinguem nos atletas). Afinal de contas, mesmo sem verba, apoio ou estrutura, três brasileiros estarão presentes entre os melhores do mundo nas suas modalidades. O Blog deseja boa sorte à Leonardo, Luiz e Isadora nos próximos dias!


Bobsled

Boas notícias também chegam do bobsled. Está tudo nesta matéria do Globoesporte.com. Apesar de usar um trenó alugado, a confederação conseguiu verba para comprar os demais equipamentos (roupas, sapatilhas e capacetes) e a preparação está dentro do planejado. 

"Fizemos várias descidas e temos melhorado a cada dia. Está tudo indo bem com a preparação", comentou Edson Bindilatti nesta matéria não assinada. 

Sábado os pilotos se juntarão ao restante da equipe. Lá, eles se preparam para a disputa da Copa Norte-Americana em Lake Placid entre os dias 8 e 10 de março. Esta prova é essencial para manter vivo o sonho de classificação olímpica em 2014. 

Isso porque além de somar pontos no ranking (usado como critério de seleção), cada equipe tem que ter participado de cinco provas, em três pistas diferentes e em duas temporadas. Lembrando que a próxima já é considerada temporada olímpica e a disputa em Lake Placid é a última do calendário internacional de bobsled. Boa sorte aos brasileiros nesta reta final de preparação. 

2 comentários:

  1. parabens pela reportagem, sobre esses Brasilleiros anonimos que colocam a bandeira verde amarela em toda a parte do mundo sem apoio
    como verdadsadeiros herois

    ResponderExcluir
  2. inclusive em SOCHI Russia, a bandeira brasileira no mundial de LUGE, estava astiada, gracas a participacao do BRASILEIRO LEONARDO ALVES

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.