Fala, Jaque (2)

A mineira Jaqueline Mourão fez o que pôde para garantir a vaga inédita do biatlo brasileiro em Jogos Olímpicos de Inverno. Agora, temos que torcer para remanejamentos nas vésperas do evento para saber se teremos, ou não, um representante na modalidade em Sochi.

Mas a atleta trouxe um relato super legal da participação dela nos 15 quilômetros do Mundial, que encerrou sua participação no torneio. Ela cita as dificuldades, o sentimento de dever cumprido e explica porque errou cinco tiros na última parada, que comprometeu e muito sua prova.

Reproduzo abaixo o post da atleta no seu blog pessoal. Mas recomendo que visitem o Blog da Jaqueline, que sempre traz detalhes e comentários da brasileira nas diversas provas que ela participa.


"Oi pessoal, competi hoje na prova de 15 km individual no Mundial de Biathlon.
A prova estava boa até o último tiro em pé, pois eu fiz um tempo de esqui melhor que na prova Sprint e consegui até este momento acertar 12 dos 15 tiros possíveis. O vento estava forte e a neve não deu trégua durante toda a prova. Infelizmente no último tiro cometi um erro fatal, que acontece pelo menos uma vez na vida de um biathleta...eu me posicionei na linha de tiro 26 e atirei na linha 27 (mas tinha que ser exatamente no Mundial?????). Isso se chama cross fire e o resultado é que todos os tiros são anulados e consideram como se tivesse errado tudo, ou seja somaram mais cinco erros no meu resultado, 1 minuto por erro adicionado ao meu tempo total...muito frustrante.
Este Mundial não foi nada do que esperávamos, mas poderia ser pior tb (ex.: atleta da Holanda não conseguiu terminar a prova e a da Bósnia foi desclassificada, estas duas perderam muitos pontos no ranking...), nós pelo menos defendemos nossa posição no ranking das Nações e agora vamos esperar que, por remanejamento de quotas dos países, a gente consiga uma vaga para Sochi 2014 nesta modalidade. Mas isso saberemos somente no final de janeiro do ano que vem..."

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.