Cross Country além do Mundial

Jaqueline Mourão, Leandro Ribela e Mirlene Picin conquistaram status na neve e podem serem considerados a elite do esqui cross country e biatlo brasileiro. Diante do sucesso deles, que se preparam para o Mundial da categoria, outra atleta segue competindo quase que semanalmente no Canadá. 

Já curtiu a página do Blog Brasil Zero Grau no facebook?


Leila durante prova (Reprodução/Facebook)
A cada sete dias Leila Mostaço realmente dá sinais claro de evolução na modalidade. Essa é a primeira temporada competitiva da brasileira que mora no Canadá e a desvantagem dela em relação a atletas mais experientes está caindo cada vez mais. 

Neste domingo mesmo, na disputa do Campeonato de Sprint da Província de Manitoba, em Kenora, no Canadá, ela competiu na prova de um quilômetro no estilo clássico. Ela foi a quinta e última no geral feminino, com o tempo de 5min24seg1. 

Foi a última colocada, mas ficou menos de um minuto atrás da vencedora Maya Boivin, que fez 4min31seg1, algo impensável provas atrás, ainda mais na técnica clássica, a grande dificuldade dos atletas brasileiros. 

Leila ainda foi a primeira na sua faixa etária, apesar de brincar no Facebook que não houve concorrentes. Mas sempre digo e repito: numa modalidade tão dura como é o cross country (conhecido como a Maratona na Neve), só de completar a prova já é uma vitória para atletas brasileiros com pouca experiência. 

Aos poucos, ela vai somando pontos e diminuindo seu tempo cada vez mais. Nesse ritmo, acredito que o Brasil ganhará outra atleta para brigar por vagas em Mundiais e Jogos Olímpicos no cross-country. O Blog dá os parabéns à Leila pelo resultado. 


Mundial

Enquanto este dia ainda não chega, a equipe brasileira já está em Val di Fiemme, na Itália, para a disputa do Mundia Nórdico, que envolve provas de cross country, esqui saltos e combinado nórdico. Para os brasileiros, interessa apenas a primeira modalidade. A competição começa oficialmente nesta quarta-feira.

Mirlene Picin na Itália (Federico Modix Modica/Facebook)
É na disputa dele que Leandro Ribela, Jaqueline Mourão e Mirlene Picin tentarão somar preciosos pontos para classificar o Brasil novamente nos Jogos Olímpicos. Nas últimas três edições olímpicas o país conseguiu classificar dois representantes. 

As listas de largadas ainda não foram divulgadas, mas os brasileiros já fizeram um reconhecimento da pista. "Reconhecimento da pista hoje. Mundial de ski", escreveu Mirlene Picin no Twitter e no Facebook. 

Jaqueline Mourão fez um comentário no seu blog neste domingo, comentando seu retorno à modalidade após a disputa do Mundial de Biatlo, no meio da semana passada. 


"Competimos em uma etapa da Copa Continental de cross country (OPA CUP) ontem em Rogla, na Eslovênia e conquistamos 127 pontos FIS, esta é minha melhor pontuação na temporada e considerando que havia competido dois dias atrás no Mundial de Biathlon (15km IND) está muito bom e ainda somamos bons pontos para a classificação olímpica. Hoje já estamos na Itália, em Val de Fiemme, para participar do Campeonato Mundial de Cross Country. A vida não para!!!!" (sic)

O Blog deseja boa sorte à Leandro, Mirlene e Jaqueline no Mundial de esqui cross country. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.