Classificado!

Luiz Manella esteve presente nesta quinta-feira no programa curto do Mundial Júnior de Patinação Artística em Milão, na Itália. A meta era figurar na parte de cima da classificação, sobretudo entre os 24 primeiros que também competirão no programa longo, no sábado. 

O jovem brasileiro conseguiu. Ele ficou na 17ª posição e tentará melhorar seu desempenho neste sábado, cuja pontuação definirá sua posição final no Mundial. A expectativa é que ele supere sua participação no ano passado, quando foi o 16º. 

Chance para isso há. Luiz conseguiu ao todo 52.48 pontos e está relativamente perto de June Hyoung Lee, da Coréia do Sul, que ficou na 13ª posição. O norte-americano Joshua Farris foi o melhor neste primeiro dia, com incríveis 75.84 pontos e já é favorito ao ouro. Aliás, os três primeiros nesta quinta-feira são dos Estados Unidos. 

Na verdade Luiz poderia até ter tido um melhor desempenho. A nota total do programa curto é a somatória do elemento técnico e dos componentes do programa, como coreografia, interpretação e outros detalhes. 

No elemento técnico, o brasileiro conseguiu 31.20, nota semelhante ao do sétimo colocado, por exemplo. Entretanto, a nota dos componentes ficou em 23.28, a segunda pior de todos os 24 classificados para o programa longo. Como não assisti a prova, não sei se foi um exagero dos juízes ou se o brasileiro, de fato, cometeu pequenos erros que comprometeram a nota final. 

Em todo caso, a 17ª posição não é de se lamentar, pelo contrário. Se o top 10 realmente ficou difícil, ele tem totais chances de terminar entre os 15 melhores patinadores juniores do mundo e continua na briga pela vaga olímpica em Sochi. Para um país sem ringues de patinação e que não oferece um mínimo de estrutura, é uma façanha e tanto! Boa sorte neste sábado, Luiz. 

Estreia

Luiz irá descansar nesta sexta-feira e certamente ficará na torcida para Isadora Marie Williams. O programa curto feminino será na sexta e o programa longo será no sábado, no mesmo dia das finais do masculino. Isadora estará no quinto grupo de apresentação. 

A torcida e expectativa é grande também para a Isadora. A pequena notável do Brasil está numa temporada  incrível e também tem boas chances de terminar no top 10 do Mundial Júnior e superar seu desempenho no ano passado, quando também foi a 16ª colocada. 

Para ela, porém, o Mundial Júnior é uma espécie de treino de luxo. Daqui alguns dias Isadora estará no Canadá para a disputa do Mundial Sênior. Lá o desafio será maior: a brasileira tentará terminar entre as 24 melhores do mundo e conseguir a primeira vaga olímpica para o Brasil na patinação artística no gelo. 

Um desafio e tanto que começará a partir desta sexta-feira. Boa sorte, Isadora! 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.