Alegrias e tristezas

Vida de atleta não é fácil. Apesar de todo o glamour, algum reconhecimento e o prazer da vitória, tem também o outro lado: a rotina dura dos treinos, o anonimato por parte dos empresários e o sabor amargo de uma derrota ou frustração.

O último é que leva ao primeiro e as duas situações convivem lado a lado durante toda a carreira, não tem jeito. E quando vários atletas da mesma equipe competem no mesmo dia, é inevitável que tenhamos alegrias e tristezas.

Vamos primeiro, à notícia triste do dia. A brasileira Mirlene Picin competiu hoje na sexta etapa da Copa IBU de Biatlo em Val-Martello, na Itália. Ela disputou o Sprint 7,5 quilômetros na tentativa de conseguir o índice para o Mundial, que acontece na próxima semana. Para isso, ela precisaria de um tempo que ficasse até 20% superior da média das três primeiras colocadas.

Não conseguiu. A brasileira terminou na 74ª posição, com o tempo de 35min31seg5 e oito tiros errados no percurso. Ela ficou 35% acima da média e não conseguiu a vaga. Para piorar, também não poderá disputar os 10 quilômetros individuais neste domingo, pois apenas as 60 melhores avançavam.

A vencedora foi a alemã Karolin Horchler, com 26min07seg7 e nenhum tiro errado. Como esta foi a última prova antes do Mundial, encerra-se assim as chances de Mirlene de conseguir a vaga no Biatlo. Mas sempre é bom lembrar que ela está classificada para a disputa do Mundial de Cross Country, que acontece no fim do mês.

Fábio Guglielmini (Reprodução/Facebook)
Se Mirlene não teve um dia feliz, o esquiador alpino Fábio Guglielmini tem muito o que comemorar. Neste sábado ele participou de uma prova júnior em Zoldo Alto, na Itália, e terminou na 36ª posição entre os 97 que completaram as duas descidas do slalom gigante. Ele teve o tempo acumulado de 2min09seg38 e 82.39 pontos FIS. Foi o melhor desempenho dele nesta temporada do hemisfério norte.

Quem também esteve na Itália foi Chiara Marano. No slalom gigante feminino, ela foi a 24ª entre 33 que terminaram as duas descidas. A brasileira teve o tempo acumulado de 2min17seg01 e 121.40 pontos (sempre lembrando que no esqui, quanto menos pontos tiver, melhor).

Os dois são duas esperanças do país no Mundial de esqui alpino, que também começa na semana que vem. Eles estarão nas provas na Áustria ao lado de Maya Harrison e Jhonatan Longhi. Neste domingo eles voltam à neve na cidade italiano para mais uma prova de slalom gigante. Boa sorte aos dois!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.