Tem que correr!

Não pude ir para São Caetano conferir a seletiva de Bobsled e Skeleton. Por isso mesmo que fiz questão de atrasar um pouco o post sobre o evento para poder digerir toda informação e, claro, ver o que os veículos de comunicação falariam da iniciativa. 

Atleta durante a seletiva em São Caetano (Reprodução/CPDG)

Pelo que pude perceber, a seletiva realmente foi um sucesso. Ao todo, 43 pessoas apareceram para os testes físicos e de resistência, que consistiam em provas de velocidade com um carrinho que simulava o trenó do bobsled. 

Entre os famosos presentes o destaque, óbvio, ficou por conta do triplista Jadel Gregório, medalhista em Mundial de Atletismo e que, mesmo em fim de carreira, ainda sonha em disputar mais uma edição dos Jogos Olímpicos pelo Brasil. Realmente uma atitude bacana a dele. 

Ressalto também a matéria do Globoesporte.com sobre os anônimos que se aventuraram na seletiva mesmo sabendo que não teriam chances. São essas as pessoas que farão o esporte ficar mais conhecido no país. Afinal de contas, serão eles que assistirão e que pedirão mais informações desta nova equipe de trenó brasileiro. 

A equipe, aliás, ainda não foi definida. Inicialmente os resultados seriam divulgados hoje, mas como muitas pessoas compareceram n CT do BM&F Atletismo, a previsão é que os nomes saiam até o dia 18 no site da CPDG. Vale lembrar que não são apenas os testes físicos que serão levados em conta pela CBDG: o formulário que todos tiveram que responder também será um item de avaliação. 

Até porque o selecionado para integrar a seleção brasileira de bobsled terá que ter tempo de sobra e disposição pra se adaptar rapidamente ao frio. 

Já há um planejamento com o COB para que o trenó brasileiro (o quarteto e a dupla masculina e a dupla feminina) faça uma preparação no Canadá e em março já dispute uma etapa da Copa América nesta temporada. Se isso não acontecer, o time não poderá almejar a vaga olímpica agora em Sochi-2014, como alerta o interventor Emílio Strapasson ao site da Folha.com. Quanto ao skeleton, pelo visto a briga será classificá-los para os Jogos de 2018, na Coréia do Sul.

Como se vê a seletiva foi apenas o primeiro passo rumo a reestruturação do bobsled brasileiro. O trabalho duro, de fato, começa agora, após a escolha dos "selecionáveis". Serão pouco mais de dois meses para se adaptar ao frio, treinar, entrosar e tentar correr uma corrida internacional ainda nesta temporada. O tempo voa! Portanto, desejo sorte à CBDG nesta nova empreitada e dou os parabéns ao CPDG pela sucesso da seletiva! Mãos à obra!

Atualizando: vi outros dois relatos interessantes da seletiva de bobsled! O primeiro deles está aqui. O repórter Flávio Dilascio, do Globoesporte.com, participou da seletiva como um atleta e traz uma visão legal de dentro do evento, mostrando todas as dificuldades que os atletas brasileiros passam.  

O segundo é do ex-atleta Cristiano Paes. Ele integrou o primeiro time de bobsled do Brasil, em Salt Lake City (2002) e depois disso mudou-se para o Canadá e se tornou cidadão daquele país em 2009. Ele integrou o bobsled canadense e treina atletas para a modalidade. Paes fez parte da equipe brasileira até 2004, quando se desentendeu com a CBDG. Segue o comentário que ele fez na página do Clube Paulista de Desporto no Gelo no Facebook:

"Este é um inicio de uma nova Selecao Brasileira de Desportes no Gelo, onde o esporte e atletas serão os grandes beneficiados. Uma nova Presidencia, novos/antigos atletas, novos tecnicos e diregentes (todos Brasileiros, que amam o esporte). Isto nao significa que nao temos experiencia, pelo contrario somos e fomos atletas, que durante muitos anos lutamos por justica, igualdade, honestidade e respeito. Com o apoio do "COB" e da justica Brasileira hoje comecamos uma nova era! Em rumo as Olimpiadas de 2014 em Sochi - Russia"


Abaixo você confere dois vídeos com matérias da seletiva. A primeira foi feita pela TV Lance! e a segunda traz reportagem da TV Brasil.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.