Força e dedicação

A patinadora Isadora Marie Williams vive surpreendendo nós, brasileiros e seus compatriotas. Não só pelo fato de conseguir resultados expressivos numa modalidade de inverno, mas também pela força, dedicação e extrema serenidade apesar dos seus 16 anos. 

Isadora num recente ensaio (Divulgação)
Foi assim, por exemplo, quando mobilizou parte da imprensa brasileira para tentar arrumar patrocínio, quando lançou seu site e até mesmo com a inédita medalha de bronze no Golden Spin da Croácia. Exemplos são o que não faltam e podem ser conferidos sempre na sua página no Facebook ou até mesmo no seu perfil do Twitter. Foi lá, porém, que veio a notícia triste desta semana tão boa para o Brasil nas modalidades de inverno. Isadora, que já havia sido inscrita no Four Continents, desistiu da disputa. 

Abandonou não porque sentiu pressão ou medo, pelo contrário. Ela não pôde disputar devido a uma lesão causada por um tombo no treinamento na última segunda-feira. Não foi uma lesão grave, mas ainda dói e, por conta disso, o staff dela optou por focar o Mundial Júnior em vez desse campeonato adulto. Olhem o que a jovem escreveu nas redes sociais.

"Estou muito triste mas tenho que comunicar que pedi a CBDG para tirar o meu nome da lista no 4 continents. Na tentativa de um salto triplo na ultima Segunda-feira, eu cai e machuquei o meu tornozelo, nao e nada muito serio, mas doi muito. Eu tentei ate agora ignorar, meu treinador e eu decidimos que sera melhor recuperar e colocar toda a minha energia no Junior Worlds , eu concordo com ele apesar de estar muito triste" (sic)

E veja o que ela escreveu nesta quinta-feira:

"Obrigada a todos pelas mensagens de carinho. Isto me fortalece muito. De volta para gelo sem muito tempo para perder, o Mundial esta se aproximando" (sic).

Não foi um relato, triste. Na verdade, a tristeza inicial foi suplantada pela alegria de representar o Brasil e seguir competindo. Isadora deixou claro que pretende se esforçar o máximo para as próximas provas. Nada mal para uma adolescente, não é mesmo? 


Curiosamente, conversei com a mãe de Isadora, Alexa Williams, na última terça-feira, mesmo sem saber desse acidente. Elogiei a patinadora justamente pela sua força e extrema inteligência e tranquilidade para lidar com situações adversas. Num esporte tão duro como é a patinação artística (não se engane pela beleza, pois exige muita dedicação e treino para atingir o ápice), isso é fundamental para se destacar. 

O mundo, claro, seguirá para uma atleta cada vez mais experiente, forte e determinada. Infelizmente, a vaga olímpica ficará mais difícil agora, pois a maioria será distribuída no Mundial adulto, competição que a brasileira ainda persegue sua vaga.

Ela terá uma única chance de atingir os 28 pontos no programa curto com o Mundial Júnior. Caso não consiga, ela só terá chance de ir para os Jogos Olímpicos com a repescagem em outubro deste ano que distribui as seis vagas restantes.

Numa brincadeira do destino, Isadora já tinha respondido (em português) para o Blog quatro perguntas referentes ao Four Continents, que seria publicado no que seria sua estreia, dia 6. Reproduzo abaixo como sinal de respeito a ela e aos meus leitores. Não é todo dia que temos um bom exemplo para ver e seguir. Força, Isadora!


Blog - Qual é a sua expectativa para o Four Continents?  Qual é o seu objetivo?
Isadora: A minha meta para o 4CC é atingir a pontuação nescessária no programa curto, que sao 28 pontos [nota do blog: índice que falta para a classificação no Mundial]
Como está a sua preparação para este campeonato?
Eu treino 4 horas dirariamente para me manter sempre em forma, no final do meu treino eu pratico o programa longo ou o programa curto uma ou duas vezes seguidas.  Faço academia 2 vezes por semana, ballet e coreografia. É assim que me preparo.
Depois da medalha de bronze na Croácia alguma coisa mudou para você?
Esta medalha foi uma grande conquista pessoal. Mas eu ainda tenho muito o que trabalhar e aprender. Quero aprimorar-me cada vez como uma patinadora de nivel internacional que representa o Brasil.
Como esta a preparação para o Mundial 2013? Voce já está pensando nesta competição ou  a prioridade agora é o Four Continents?
Preciso conseguir primeiro os 28 pontos no programa curto, por enquanto o 4CC é a minha prioridade. Caso não consiga no 4CC ainda tenho mais uma chance no Junior Worlds 2013 em Milão no final de Fevereio. Mas a minha meta é conseguir os pontos no 4CC, se Deus quiser! Torçam por mim.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.