Fica para a próxima

Mirlene Picin durante treinamento no Brasil (Reprodução/Facebook CBDN)

Não foi neste fim de semana que a brasileira Mirlene Picin conseguiu a tão esperada vaga no Mundial de Biatlo. Neste domingo, na disputa de Sprint 7,5 quilômetros, o tempo da atleta ficou acima do índice exigido para conquistar a classificação. 

Foi a segunda prova de Mirlene na quarta etapa da Copa IBU em Otepää, na Estônia. No sábado, ela participou da prova de 15 quilômetros, mas abandonou na última volta como estratégia para se poupar na prova de Sprint. 

Hoje a brasileira terminou na 66ª posição, na frente de duas competidoras (uma dos EUA e outra da Sérvia). O tempo dela foi de 28min08seg8 com sete tiros errados. O problema é que no Biatlo a vaga para o Mundial é conquistada quando a atleta tem um tempo até 20% superior da média das três primeiras colocadas. 

Infelizmente não foi o caso. A vencedora da prova foi novamente a russa Ekaterina Iourieva, que fez um circuito perfeito e terminou com 21min16seg5. A alemã Evi Sachenbacher-Stehle terminou em segundo com três segundos atrás. A russa Anastasia Zagoruiko completou o pódio. Com isso, o tempo da brasileira foi 31,40% acima da média. 

Nunca fui atleta amador, quanto mais de alto rendimento. Mas sei bem como é a frustração de não conseguir atingir um objetivo. O importante para Mirlene Picin é seguir em frente, com mais força nas próximas provas. 

No próximo fim de semana ela tem mais uma etapa da Copa IBU, em Ostrov, na Rússia. Não tenho dúvidas que esta vaga no Mundial de Biatlo virá. Isso é só um pequeno obstáculo perto do que os nossos atletas de inverno já tiveram que superar nestas últimas temporadas. Boa sorte à Mirlene Picin lá na Rússia!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.