Brazucas em ação

Não, não estou me referindo ao nome da bola da Copa do Mundo aqui no Brasil. Futebol aqui passa longe. Esse post é para trazer mais bons resultados dos atletas brasileiros em competições de inverno ao redor do mundo. 

Tivemos provas no esqui cross country e no esqui alpino infanto-juvenil e master. E amanhã tem mais. Além do Troféu Borrufa, amanhã tem a segunda prova de Gabriela Neres no Mundial Juvenil de Biatlo em Obertilliach, na Áustria.

Vamos, pois, aos resultados!

Infanto-Juvenil
Nathan e Esmeralda (Divulgação/Bendita Ideia)
Nesta segunda-feira teve início o Troféu Borrufa, um dos principais torneios infanto-juvenis de esqui alpino do mundo e realizado no Principado de Andorra. O Brasil está presente com os irmãos Alborghetti e Francisco Nobre, mas infelizmente nenhum deles conseguiu um bom resultado neste primeiro dia. 

Esmeralda Alborghetti e Francisco disputaram a prova de slalom sub-16 e ambos não conseguiram completar a segunda descida da prova e ficaram de fora da classificação final. O tcheco Jan Straka foi o vencedor entre os homens e a espanhola Anna Oller ganhou entre as mulheres. 

Já na categoria sub-14, também no slalom, Nathan Alborghetti não conseguiu completar a primeira descida e teve que assistir o russo Nikita Gurianov vencer sua prova. Além disso, os três jovens brasileiros ainda tiveram que acompanhar atletas sul-americanos entre os Top 10 nesse primeiro dia. 

Mas nem dá tempo para lamentar. Eles ainda competirão em mais três provas nos próximos três dias. Hoje já tem chance de recuperação no slalo gigante. Talento para eles não faltam. Esmeralda foi bronze nessa mesma prova em 2011. Já no ano passado Nathan conquistou mais duas medalhas de bronze no torneio. Boa sorte aos brasileirinhos!

Juvenil
Gabriela durante prova de Sprint (Reprodução/Facebook)
Nesta terça-feira a jovem Gabriela Neres volta à neve de Obertilliach, na Áustria, para sua segunda e última prova no Mundial de Biatlo. Ela estará presente na disputa dos 10 quilômetros individual.

Ela será a 10ª competidora na largada e a expectativa é de que ela melhore ainda mais seu desempenho na estreia. Na última sexta-feira a jovem terminou na 91ª posição na prova de Sprint 6 quilômetros. Foi a última colocação geral, mas só de terminar a prova já está de bom tamanho para quem começou no esporte há dois anos apenas. 

Gabriela já entrou para a história dos esportes de inverno do Brasil por ser a primeira atleta a competir num Mundial de Base no Biatlo. O Blog deseja boa sorte a ela nesta prova!

Adulto
A premiação de Leila (Reprodução/Facebook)
Quem competiu também neste domingo foi a esquiadora Leila Mostaço. Recém profissionalizada no esqui cross country, a brasileira que mora no Canadá está competindo em várias provas para evoluir a parte física e técnica na modalidade. 

Neste fim de semana ela esteve presente em Pinawa, na província de Manitoba, Canadá, para a terceira etapa da Copa MB e a 37ª edição do Manitoba Loppet (nomenclatura para provas de cross country em grandes distâncias). 

Leila competiu nos 15 quilômetros estilo clássico e conseguiu uma inesperada medalha! Ela foi a 2ª colocada na sua categoria (Senior), com o tempo de 1h08min31seg3, sete minutos atrás da vencedora Katrina Froese. 

Na classificação geral a brasileira também foi bem! Ela foi a 31ª entre 51 competidoras das mais diferentes faixas etárias. Para quem sempre ficava no fundo da tabela, isso é uma baita evolução. Entretanto, pelo Facebook, Leila destacou uma pequena lesão no joelho. O blog espera que não seja nada sério e que ela possa continuar evoluindo no cross-country!

Master
Luci com uma de suas medalhas (Reprodução/Facebook)
Por fim, coube à Luci Arnhold novamente o melhor desempenho brasileiro no fim de semana. A atleta master assumiu a liderança da Copa do Mundo de Esqui Alpino na sua faixa etária. A disputa está apertada e apenas 25 pontos separam ela da terceira colocada. 

Esta última etapa aconteceu em Zagreb, na Croácia. Luci conquistou uma medalha de prata no slalom gigante com o tempo de 1min08seg90 e um bronze no slalom com 1min54seg75 na faixa etária entre 60 e 64 anos. Na classificação geral ela ficou na 11ª e 9ª posição, respectivamente. 

A vencedora na faixa etária nas duas provas foi a austríaca Elisabeth Kabusch. Com isso, embolou de vez a Copa do Mundo nesta categoria. A brasileira, bastante regular até aqui, assumiu a liderança com 200 pontos, treze a mais do que a então líder, a francesa Evelyn Lardey-Wendling. Só que a austríaca, com as duas vitórias, chegou a 175 pontos e também está na briga agora!

Já Stefano segue se mantendo no meio da classificação na sua faixa etária, uma das mais concorridas no circuito masculino. No slalom gigante ele foi o 13º na sua categoria (55-59 anos) e o 24º geral com o tempo de 1min00seg45.

No slalom, ele foi o 15º na faixa etária e o 26º na classificação geral com 1min37seg03. O italiano Alessandro Beltrame foi o vencedor nessa categoria nas duas provas.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.