Fala, Isadora

Depois da entrevista da Elena Rodrigues, agora é a vez da publicação das melhores partes da entrevista com a jovem Isadora Marie Williams. Também muito educada e solicita, Isadora, que se esforça para aprender o português, trocou e-mails com o Blog e falou de seus planos e objetivos neste ano pré-olímpico. A tradução das respostas novamente ficou a cargo de Cristina Maçoneto.


Blog - Quando você começou a praticar a patinação artística?  Por quê?
Isadora - A primeira vez em que pisei no gelo eu tinha cinco anos de idade e foi quando meu pai me levou a um ringue de patinação na região. Eu gostei muito da experiência e eles me colocaram em um grupo de aulas. Então comecei a ter aulas particulares e tenho patinado desde então. 

Como surgiu o convite para representar o Brasil na patinação artística?
De volta em 2009, quando eu comecei a cravar meu double axel [salto de duas voltas e meia no ar], nós enviamos um vídeo contendo sequências da minha patinação para a CBDG. Quando eles receberam o vídeo eles nos contataram e me ofereceram um lugar no time de patinação brasileiro.

Reprodução/Facebook
Você imaginava se transformar numa atleta olímpica de um país como o Brasil sendo tão jovem?
Desde que eu era mais jovem eu tenho sonhado em competir nos Jogos Olímpicos. E patinando pelo Brasil eu acredito que meus sonhos olímpicos são possíveis. Eu estou muito honrada em ter a chance de ser a primeira patinadora artística a representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Inverno.

Como está sendo essa experiência de competir com as melhores do mundo?
Eu sou muito abençoada por ter a oportunidade de competir em países lindos e contra algumas das mais respeitadas patinadoras artísticas do mundo. Eu tenho feito muitas amizades ótimas com outras patinadoras e tenho aprendido muito assistindo elas competirem.

Você chegou a se surpreender com seus resultados mais recentes, sobretudo por ser uma atleta de um país sem qualquer tradição na patinação artística?
Eu não tenho ficado muito surpresa com meus resultados nas últimas competições. Todos os meus resultados dependem da quantidade de esforço que eu coloco nos meus treinos. Quando eu treino e trabalho duro, com a ajuda dos meus treinadores, eu alcanço bons resultados quando compito. 

Quais as expectativas para esta temporada 2012/2013?
Minha meta é qualificar-me para o Campeonato Mundial em Março de 2013. E para conquistar essa meta eu devo obter 28 pontos no segmento Elementos Técnicos da minha pontuação para o programa curto e 48 pontos no segmento Elementos Técnicos da minha pontuação para o programa longo. 

Acredita que você possa conseguir a vaga olímpica já para Sochi, em 2014?
Eu acredito que se eu treinar e competir no máximo das minhas capacidades, os Jogos Olímpicos de 2014 não estão tão longe do meu alcance. 

Quais são seus planos futuros?
Eu estou inscrita para competir na Competição de Golden Spin em dezembro, na Croácia, e a Copa dos Quatro Continentes no Japão, em Fevereiro. Eu espero conquistar minhas metas de pontos e competir no Campeonato Mundial de 2013 no Canada e nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 na Rússia. Nesta temporada eu planejo praticar muito para atingir meu sonho olímpico.      

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.